Apple quer que iPhone substitua documentos físicos

1 min de leitura
Imagem de: Apple quer que iPhone substitua documentos físicos
Avatar do autor

Recentemente, a Apple registrou patentes que envolvem a possibilidade de usar um dispositivo eletrônico para identificar cidadãos sem a necessidade de documentos físicos. Essa identificação seria feita por meio de um sistema online, que receberia o cadastro e, posteriormente, faria a confirmação da identificação do usuário.

A Apple já tinha divulgado um recurso que permite usar o iPhone como "chave" de automóveis. Agora, segundo as novas patentes, a companhia quer tornar dispensável o uso de passaportes e outros tipos de documentos físicos de identificação.

Fonte: Unsplash/Rebecca Harris/ReproduçãoFonte: Unsplash/Rebecca Harris/ReproduçãoFonte:  Unsplash/Rebecca Harris 

As patentes não citam a palavra “iPhone” em nenhum momento, mas o smartphone da Maçã já fez muita gente esquecer o que são câmeras fotográficas, filmadoras, agendas, cadernos, canetas, espelhos, entre outros objetos que já foram indispensáveis para grande parte da humanidade.

Sendo assim, se a Apple pensasse no iPhone como um substituto para documentos físicos, faria todo o sentido.

Projetos na Alemanha e Reino Unido

A Apple já manteve projetos de identificação de cidadãos junto aos governos da Alemanha e do Reino Unido. No entanto, substituir documentos vinculados a um governo federal não é tão simples.

Esse pode ser o principal obstáculo que a companhia enfrentaria para a implementar um sistema desse tipo a nível global.

Brasileiros já têm “CPF Digital”

Enquanto isso, aqui no Brasil, já temos a possibilidade de “substituir” alguns documentos físicos por versões digitais. O app CPF Digital dá acesso aos documentos Cadastro de Pessoa Física (CPF) e Carteira Nacional de Habilitação (CNH) em suas versões digitais, seja no Android como também no iPhone.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Apple quer que iPhone substitua documentos físicos