Imagem de: Apple promete avisar se atualizações deixarem iPhone antigos mais lentos

Apple promete avisar se atualizações deixarem iPhone antigos mais lentos

1 min de leitura
Avatar do autor

A Apple ainda está sofrendo as consequências de um polêmico estudo de dezembro de 2017 que confirmou a desaceleração proposital de modelos antigos de iPhone. A partir de agora, a empresa se comprometeu a avisar aos donos de seus smartphones sempre que uma nova atualização prejudicar o desempenho dos aparelhos.

A garantia foi dada pela Maçã ao Competition and Markets Authority, um órgão de proteção ao consumidor do Reino Unido. A instituição foi uma entra as várias que investigaram a Apple após ela mesma admitir que piorava a performance dos próprios aparelhos para "equilibrar vida útil da bateria e desempenho" de modelos já datados (e não avisava ninguém sobre isso).

Em outras palavras, quem tem um iPhone já com alguns anos de vida — que pode ser da geração do iPhone 7 em diante, sem contar o iPhone SE — deve receber o aviso da própria Apple de que próximas atualizações do sistema operacional podem piorar o desempenho do dispositivo. A promessa foi feita apenas para o órgão britânico, mas deve ser padronizada para o resto do mundo para evitar processos similares e cobrir acusações de que o chamado "throttling" é feito de forma escondida.

No caso de iPhone 6 e 6 Plus, que foram os modelos mais afetados por essa prática, a Apple ofereceu a troca das baterias durante alguns meses, terminando o período em novembro de 2018. A empresa até já teria um orçamento separado neste ano para pagar eventuais ações judiciais e acordos que resultem em indenizações.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Apple promete avisar se atualizações deixarem iPhone antigos mais lentos