No início de 2017, a Apple anunciou uma iniciativa para reunir publicações de diversos veículos e oferecê-las aos usuários do seu sistema operacional: o Apple News. A plataforma deveria entregar dinheiro para os veículos responsáveis através da monetização de anúncios, mas, dois anos após o seu lançamento, os envolvidos reclamam da falta de renda gerada pelo sistema.

Em uma pesquisa feita pelo site Digiday, sete grandes companhias, que não foram reveladas e têm suas notícias publicadas no Apple News, reclamaram do pouco faturamente com a publicidade. Uma empresa, em particular, afirma ter recebido menos de US$ 1 mil (aproximadamente R$ 3,7 mil) em um mês.

O problema, de acordo com os envolvidos, é o processo dentro da plataforma é complicado, já que a Apple limita a possibilidade de analisar o público e entregar propagandas personalizadas. Sendo assim, a venda de ads é mais difícil e seu retorno financeiro é reduzido.

Quando o conteúdo não é vendido diretamente pelo publicador das notícias, e sim pela Apple, o responsável pelo post ganha entre US$ 3 e US$ 4 a cada mil cliques. Apesar da alta audiência, que chega a 90 milhões de usuários alcançados, o rendimento não é forte o suficiente.

Imagem: Divulgação/Apple

Segundo relatos ao Digiday, os números são tão baixos que fazem o Apple News ser menos rentável do que publicar notícias pelo Google ou Facebook Instant Articles. Isso pode acabar sendo um problema para a companhia, que pretende lançar um esquema de assinaturas, que, supostamente, traria um valor maior para os veículos, mas resta aguardar se isso se tornará uma realidade.

Cupons de desconto TecMundo: