Há várias situações em que o lançamento de uma tecnologia nova resulta, inevitavelmente, na substituição de uma mais antiga. Foi assim com as TVs e monitores de tubo, que foram engolidos pelas telas de LCD.

Mas, em outros casos, a tecnologia mais nova consegue andar de mãos dadas com a que seria considerada “ultrapassada”. É o caso do rádio, que muitos temiam que fosse aposentado pela TV, mas que funciona até os dias de hoje, inclusive, com o advento dos serviços online.

Seguindo essa mesma filosofia, a pulseira Wena, da Sony, foi a solução desenvolvida pela empresa para que os fãs dos relógios analógicos possam aliar o clássico ao moderno.

Fonte: Sony

Quando os smartwatches foram lançados, possivelmente, alguns acharam que eles “matariam” os relógios analógicos, que já fazem parte do nosso cotidiano há séculos. No entanto, isso não aconteceu, pois os dois dispositivos possuem públicos alvos distintos. Existem pessoas que não abrem mão da arte que é considerada a fabricação de um relógio clássico, enquanto outras fazem questão de utilizar do que há de mais avançado.

A Wena é uma pulseira que adiciona recursos de smartwatches a relógios comuns. Ela pode ser facilmente encaixada em praticamente qualquer relógio analógico, fazendo com que o usuário tenha um dispositivo com funcionalidades modernas, sem precisar se desfazer de seu relógio convencional.

Com uma tela feita em OLED, ela permite a visualização de notificações que são recebidas no smartphone, além de realizar pagamentos dispensando o uso de cartões de crédito.

Atualmente, a Wena está disponível à venda apenas no site oficial do Reino Unido, por €$ 399.