Android Q deverá ser o Android mais rigoroso quanto à privacidade

1 min de leitura
Imagem de: Android Q deverá ser o Android mais rigoroso quanto à privacidade
Avatar do autor

O XDA Developers tem testado versões Beta do Android Q, e a cada semana um novo recurso é revelado. Dessa vez eles detalharam como está a seção de configurações de permissões dos apps e como elas impactam na privacidade do usuário; afinal, foi completamente recriada em relação às versões anteriores do Android.

Além conter mais opções de configurações, o design foi repaginado. Agora, dá para saber qual permissão cada app está habilitado a acessar. A página contém filtros para escolher a permissão e o período (a todo o tempo, últimos 7 dias, últimas 24 horas etc.) no qual se deseja consultar o acesso de determinado app. Cada página terá uma subpágina com ícones acionadores e informações extras sobre a permissão.

Fonte: Reprodução/XDA Developers

Na primeira vez em que se abre um app, o Android pergunta quais permissões são permitidas ou negadas, sendo que o uso detalhado delas é apresentado com gráficos de barra.

Fonte: Reprodução/XDA Developers

A seção “Aplicativos padrão” foi substituída pela “Roles” (papéis, em português), onde algumas permissões são pré-configuradas de acordo com a função dada a cada app. Assim, fica muito mais fácil e seguro para o usuário ajustar as permissões apenas incluindo um app em uma categoria de função. O resto, o Android fará automaticamente.

Fonte: Reprodução/XDA Developers

Builds anteriores já tinham demonstrado que os apps em segundo plano não mais terão acesso ao conteúdo da área de transferência. Além disso, o SMS contará com uma seção especial para configurar o acesso por parte de instituições financeiras (mensagens de bancos, operadoras de cartões de crédito etc.); ícones na barra de notificações vão lembrar o usuário sobre um app que está fazendo uso da localização, da câmera ou do microfone; e ainda haverá lembretes sobre apps que possuem acesso permanente à localização.

Outras novidades se referem à mensagem de confirmação ao instalar um app, que ocupará um espaço bem menor na tela, e à possibilidade de bloquear vários tipos de números de uma forma muito mais prática, através do discador.

Dadas todas essas características, podemos dizer que o Android Q será o Android mais rigoroso quanto à privacidade do usuário já lançado. Esse é um modo que a Google tem de apertar o cerco contra apps maliciosos, mantendo a compatibilidade com lojas de terceiros, ou, simplesmente, fornecer aos usuários um controle mais meticuloso sobre os dados, pessoais ou não, que os apps podem acessar no dispositivo.