O ano de 2004 foi marcado pelo lançamento de um celular que deu uma chacoalhada no mercado. Ele se chamava Razr V3 e, até hoje, é reconhecido como um verdadeiro ícone. Mas como foi concebido esse dispositivo e porque ele era tão diferente dos seus concorrentes?

Falando com o CNet, Paul Pierce, um dos dois criadores do design do V3, explicou que sua equipe aproveitou um grande avanço tecnológico que aconteceu no campo dos chipsets. O novo chip permitia uma grande economia de espaço e possibilitava um design mais criativo e fino.

razr v3

Até 2003, sua equipe trabalhava basicamente em função do espaço ocupado pela bateria e pela placa lógica dos celulares que tinham para desenvolver.

Esse novo chipset permitiu que nós colocássemos a bateria e a placa de circuitos lado a lado

“Eu tenho uma placa de circuitos. Eu a coloco em cima da minha bateria e consigo ter uma ideia da espessura do produto final”, contou o designer. “Esse novo chipset permitiu que nós colocássemos a bateria e a placa de circuitos lado a lado. Então, instantaneamente, nós arrancamos uma grande parte da espessura final do aparelho. Então esse foi claramente um grande avanço do qual vimos a oportunidade de nos aproveitar e desenvolver algo realmente único”, completou.

Pierce contou que a média de espessura de celulares na época era de 20 mm, e o objetivo era cortar isso pela metade nos projetos do V3. Isso seria alcançado ainda sem comprometer a qualidade das ligações (prioridades!).

RAZR V3

Foi aí que nasceu o “queixo” do V3, um de seus elementos mais identificáveis. A tela fechava antes do fim da parte inferior, e ali era introduzida a antena do celular. O designer fala que não curtiu muito esse elemento de início.

Uma das cosias que realmente importava para a gente era a ideia de não comprometer a qualidade do aparelho de maneira alguma

“Uma das cosias que realmente importava para a gente era a ideia de não comprometer a qualidade do aparelho de maneira alguma”, confessou. Por conta disso, a equipe imaginava que o Razr V3 seria um aparelho mais caro e, portanto, com uma audiência mais limitada. Só quando as primeiras unidades chegaram ao mercado é que eles perceberam o que haviam criado.

Outra parte importante do aparelho era o teclado, feito em metal escovado e recortado com um design único. Esta seria a primeira vez que um elemento do tipo chegaria a um celular. “Na primeira vez que uma pessoa abrisse o Razr, ela ficaria fundamentalmente surpresa, pois nunca havia visto um teclado de metal com esse nível de acabamento”.

Além disso, o teclado era bastante rígido e fino, exatamente o que os designers estavam buscando para construir aquele dispositivo.

razr v3Pierce não gostou do design desse teclado de início, achando que parecia um teclado de microondas (fonte: CNet)

Com isso, o projeto começou a chegar aos seus acabamentos finais. Pierce contou que insistiu para que a logo da Motorola fosse mais elevada que a tampa frontal e contasse com a textura que acabou chegando ao dispositivo. Seus colegas acharam que isso poderia arranhar os móveis dos usuários, mas parece que nenhum usuário se incomodou.

Não dá pra fazer só pra chamar atenção

“Eu acho que as pessoas estão desejando e relembrando o Razr. Quando ele abria, o som daquilo, a sensação daquilo… Onde está isso hoje em dia? E isso parece ser uma oportunidade”, comentou Pierce.

“Então nós estamos buscando entender o que podemos fazer para reviver parte disso, mas precisamos fazer isso de uma forma que fundamentalmente entrega uma experiência incrível. Não dá pra fazer só pra chamar atenção. Temos que descobrir como fazer um novo grande avanço”, completou.

razr, v3Aparelho esbanjava qualidade de construção para a época (fonte: CNet)

Nos últimos meses e até anos existe certo desejo de usuários mais saudosistas por algo como o Razr V3 de volta ao mercado. Vários vídeos no YouTube com conceitos de como seria um V3 da nova geração ganharam milhões de visualizações, indicando que ainda existe interesse nesse tipo de aparelho. Mas será que um dia veremos um “Razr V4” com tela e corpo dobrável?

Cupons de desconto TecMundo: