Imagem de: Qualcomm obtém liminar que impede venda de alguns iPhones na China

Qualcomm obtém liminar que impede venda de alguns iPhones na China

1 min de leitura
Avatar do autor

A Qualcomm obteve na Justiça uma liminar que impede a venda de alguns modelos de iPhone na China. A fabricante de microchips entrou com uma ação ainda no fim de 2017 pedindo a suspensão da venda e, agora, a Apple não pode mais vender iPhones dos modelos 6s ao X com versões antigas do iOS.

A decisão, revela a Reuters, foi concedida pela Corte de Intermediação Popular de Fuzhou, na China, a mesma que baniu a importação de algumas memórias da fabricante Micron Technology, também dos EUA.

O problema que levou à proibição envolve violação de patentes da Qualcomm em softwares da Apple com recursos de redimensionamento de imagens e gerenciamento de apps em uma tela sensível ao toque. “A Apple continua a se beneficiar de nossa propriedade intelectual da apesar de se recusar a nos recompensar [por isso]”, informa a companhia chinesa em comunicado.

iphoneAlguns modelos de iPhone com versões antigas do iOS estão proibidos na China. (Fonte: Pexels/Math)

Como se trata de uma patente de software, a solução da Apple para continuar a vender os seus aparelhos na China sem contrariar a decisão judicial é simples e pode ser resolvida com uma atualização do iOS. Em comunicado, a empresa de Cupertino afirmou que esse será, de fato, o caminho: os dispositivos continuarão a ser vendidos, mas receberão uma versão mais recente do sistema operacional.

E esse foi mais um episódio das longas disputas judiciais envolvendo Apple e Qualcomm.

Fontes

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Qualcomm obtém liminar que impede venda de alguns iPhones na China