De acordo com o Bloomberg, a Foxconn pretende reduzir seus custos em US$ 3 bilhões no próximo ano, além de reduzir em cerca de 10% de sua força de trabalho “não-técnica”. A Foxconn é a principal fabricante da Apple para montar iPhones e outros dispositivos da Maçã.

A Foxconn espera um 2019 muito difícil e competitivo

Especificamente na área de produção de iPhones, a redução de custa será um terço dos US$ 3 bilhões, cerca de 6 bilhões de yuans. Como indica o Bloomberg, esses cortes vêm após as notícias de que a demanda por iPhones XS e XR está abaixo do esperado.

Com essas notícias, as ações da Apple também caíram nas últimas semanas de US$ 230 para US$ 170. A Maçã, talvez para conter especulações, afirmou que iria parar de revelar as vendas de iPhones, iPads e Macs todo trimestre.

Segundo a própria Foxconn, afirma o Bloomberg, as mudanças estariam relacionadas ao próximo ano, que será "muito difícil e competitivo".