A Google começou a certificar no início deste ano alguns smartphones Android que a empresa considerava ideais para uso comercial e corporativo. Esses aparelhos contavam com as mais recentes versões do Robô, e as fabricantes se comprometeram em entregar atualizações de software e segurança frequentemente. Agora, chegou a vez de a Gigante das Buscas começar a certificar também aparelhos resistentes a quedas.

De acordo com informações do blog oficial da Google, a empresa criou uma nova categoria dentro do seu programa de certificação chamada “Rugged Devices”. Para entrar nessa nova lista de modelos recomendados, os dispositivos precisaram passar por testes de queda e resistência em geral. As fabricantes também tiveram que se comprometer em distribuir atualizações de segurança por pelo menos cinco anos para esses modelos.

Confira todas as exigências da Google para certificar um “Rugged Device”:

  • Especificações de hardware mínimas para funcionando do Android 7
  • Distribuição de atualizações de segurança em no máximo 90 dias após o lançamento delas pela Google, por cinco anos no mínimo
  • Certificação de proteções
  • Certificação de resistência contra quedas
  • Suporte para configuração/programação em lote incluindo inscrição no Android Zero-Touch
  • Suporte para, pelo menos, uma nova grande atualização do Android

google

A ideia da Google é indicar esses aparelhos para empresas que trabalham com equipes em ambientes mais “perigosos” para smartphones comuns, tais como armazéns, obras, estoques de lojas e por aí vai.

Com isso, a empresa pode garantir que esses smartphones vão durar mais tempo nas mãos dos funcionários das empresas que pretendem usar o Android de forma a gerenciar seu negócio. Até o momento, 12 aparelhos de cinco marcas diferentes já foram certificados:

  • Zebra TC20, TC25, TC51, TC56, TC70X e TC75X
  • Honeywell CT40, CT60 e CN80
  • Sonim XP8
  • Point Mobile PM45
  • Datalogic Memor 10 (lançamento em outubro)

Cupons de desconto TecMundo: