A Samsung estaria trabalhando em novas CPUs modificadas, baseadas nas Cortex A-76 da ARM, para incluir no seu próximo chipset top de linha, o Exynos 9820. Esse é o chip que deve ser embarcado no Galaxy S10 e chegar ao mercado em 2019. De acordo com o vazamento, essas novas CPUs estariam sendo chamadas de "Mongoose 4" e podem trazer mais desempenho ao mesmo tempo que economizam mais energia na comparação com os equivalentes feitos pela ARM.

Os núcleos Cortex A-76, segundo a ARM, conseguiriam frequências estáveis de até 3,3 GHz, mas, aparentemente, os Mongoose 4 devem bater essa marca. A fonte dessas informações é o Ice Universe, considerado confiável no Twitter a respeito do mundo mobile. A conta ainda explica que o Exynos 9820 deve superar a marca dos 13 mil pontos no Geekbench, empatando com o Apple A12, o próximo chip mobile da Apple que deve equipar a geração 2018 de iPhones.

Seja como for, os núcleos Mongoose 4 do Exynos 9820 devem ser feitos na escala dos 7 nm com o procedimento FinFET da Samsung. Não se sabe, contudo, se esse chip da coreana seria significativamente mais poderoso que seu equivalente da Qualcomm para 2018/2019. Caso ele seja, a Samsung talvez lance mais versões do S10 com seu próprio chip, deixando os modelos com processadores Qualcomm apenas para algumas poucas operadoras no mundo.