Por mais que a Samsung ainda não tenha entrado na onda de tirar o conector de fones de ouvido dos seus smartphones, isso não quer dizer que eles não possuem opções legais de earbuds sem fios. O Gear IconX 2018 é a segunda geração do acessório da coreana e trouxe várias melhorias de design e, principalmente, de duração de bateria, mas acabou tendo que abrir mão do sensor de batimento cardíaco.

Eu passei um bom tempo testando os fones e achei que a experiência de uso com certeza é muito boa. O acessório traz vários recursos legais, mas nem tudo é perfeito, e há alguns pontos que ainda poderiam ser melhores – especialmente o preço. Vou dar todos os detalhes na nossa análise, então continue lendo para saber mais.

Esportivo, elegante e discreto

Sem o sensor de batimentos cardíacos, o novo IconX chega em um formato menor, mais fácil de encaixar na orelha e resistente a suor. Aqui no Brasil, os fones estão sendo vendidos na cor preta e com detalhes com bom acabamento em material de textura emborrachada. Com tudo isso, eles conseguem ser ao mesmo tempo esportivos, elegantes e discretos, o que me agradou bastante.

Na parte mais externa, ficam os pequenos painéis sensíveis ao toque, que você usa para controlar tudo o que fizer com o fone, além dos buraquinhos dos microfones. Já na área interna estão a saída de som propriamente dita, os conectores de recarga e um sensor de proximidade para o fone saber quando é removido e parar as músicas sozinho.

A área central do corpo abriga uma alça de borracha relativamente rígida que serve como encaixe e suporte, o que ajuda a evitar que os fones fiquem soltos e corram o risco de cair. Essa parte pode ser facilmente removida, e na caixa há outras duas opções de tamanhos tanto para a alça quanto para a borrachinha da parte de onde sai o som. Dessa forma, basta você escolher a combinação que se encaixa melhor na sua própria orelha.

Samsung Gear IconX 2018

Minha experiência de utilização foi realmente muito boa. O novo IconX se fixou muito bem no lugar e não ameaçou cair em momento algum, mesmo quando tombei a cabeça de lado e fiquei pulando como se estivesse com água no ouvido. Em geral, achei a utilização confortável, e nas únicas vezes em que senti algum incômodo depois de um tempo de uso, bastou ajustá-los nas minhas orelhas para que a sensação ruim passasse.

O case é outra coisa que também ficou menor e é feito do mesmo material plástico com textura emborracha dos fones, o que faz com que seja robusto e elegante. Na frente você encontra um botão para abrir a caixinha e dois LEDs, que indicam a situação da bateria de ambos os lados do acessório quando os fones estiverem ali dentro.

Samsung Gear IconX 2018

Na traseira há a entrada USB-C para recarregar o conjunto todo e transferir arquivos para a memória interna do IconX, além de um botão para ativar o Bluetooth e mais um LED, que serve para indicar tanto o status da conectividade do acessório quanto o da recarga e o da bateria do próprio case.

Som dos bons, mas sem destaque

Falando agora sobre a utilização propriamente dita, vamos começar pelo som. O Gear IconX de 2018 tem áudio de boa qualidade, com graves e agudos bem marcados e capacidade de chegar a volumes fortes sem distorções perceptíveis. O resultado não é nada que sirva para que ele se destaque da concorrência no quesito sonoro, mas também não quer dizer que a qualidade sonora é ruim. Ela é boa, mas não vai servir para os audiófilos que quiserem tirar o máximo de qualidade de faixas Hi-Res.

Para ouvir suas músicas, você terá duas opções: transferir os arquivos direto para a memória interna dos fones de ouvido ou pareá-los com um smartphone via Bluetooth. Para o primeiro caso, o acessório conta com 4 GB de armazenamento de cada lado, dos quais 3,4 GB ficam livres para você usar para guardar seus sons favoritos. No entanto, antes que você ache que vai dar para usar o total de 6,8 GB com faixas diferentes, saiba que não é assim que funciona.

Samsung Gear IconX 2018

Quando você salva músicas diferentes em cada lado, os fones de ouvido acabam tendo problemas para sincronizar os áudios, e aí não conseguem reproduzir tudo. No fim das contas, você vai ouvir apenas o que estiver salvo em um dos lados. E pior: a música só vai ser reproduzida em um dos lados – o outro vai ficar mudo.

Para evitar que isso aconteça, você deve salvar as mesmas faixas dos dois lados, permitindo que o IconX reproduza tudo sem problemas. E é por isso que temos que considerar que o espaço interno total disponível para uso é de apenas 3,4 GB. Mesmo que você tenha arquivos leves e consiga fazer caber mais de mil faixas no armazenamento, o fone só vai tocar as mil primeiras da lista de reprodução. Sim, o fone tem opção de playlists, mas sobre isso eu falo mais abaixo.

Salvando suas músicas

Na hora de transferir músicas para a memória do fone de ouvido, você tem três opções. A mais fácil é colocar os acessórios no case, fechar, usar o cabo USB incluso para ligar tudo em um PC, escolher quais músicas quer e copiar uma vez para dentro da pasta de cada um dos lados.

Outra possibilidade é usar um dos acessórios que também vêm inclusos para ligar o conjunto do IconX ao seu smartphone e pegar suas músicas direto de lá, mas aqui há uma ressalva. A Samsung avisa no seu próprio manual que esse método via cabo não funciona em todos os celulares, e foi isso mesmo que eu vi na prática. No caso, simplesmente não consegui passar músicas via USB de um OnePlus 5t para o IconX.

Samsung Gear IconX 2018

Já a terceira possibilidade é usar o aplicativo Samsung Gear IconX do seu celular pareado para transferir faixas via Bluetooth. Até o final de março, quando o vídeo da nossa análise foi para o ar, esse método permitia transferir só um arquivo por vez. No entanto, de lá para cá o IconX foi atualizado para permitir o envio de várias faixas simultaneamente sem fios, tornando essa opção bem mais interessante.

Gestos e mais gestos

Depois que as músicas estiverem salvas, é só você colocar os fones no ouvido e dar um toque rápido no painel touch de qualquer lado para começar a reprodução de todas as faixas. Dois toques rápidos servem para pular para a próxima faixa, e três fazem voltar à anterior. Além disso, dar um toque rápido e depois um segundo toque longo serve para alterar entre listas de reprodução diferentes.

Essa organização entre playlists você pode fazer pelo app do Gear IconX para celular, mas sobre o aplicativo eu darei detalhes mais para baixo. Além da reprodução de músicas, há outras coisas que você controla por gestos no touch dos fones.

Samsung Gear IconX 2018

Teoricamente, deslizar o dedo para cima ou para baixo serve para aumentar ou reduzir o volume do áudio, mas comigo isso não funcionou. O que deu certo para mim foi deslizar para frente para deixar o som mais fraco ou para trás para ele ficar mais forte, mas isso provavelmente foi por causa da posição de encaixe do IconX nas minhas orelhas, que o fazem ficar de lado. Assim, você vai ter que testar para ver como funciona para você.

Com só um toque longo, uma voz vai ler o menu para você. Aqui, o idioma padrão é inglês, mas você pode usar o app da Samsung para mudar para outras oito línguas – infelizmente, o português não é uma delas. A voz dita as opções para você enquanto seu dedo ficar no lugar; para selecionar, basta desencostar na hora em que ela falar a função que você quer acessar.

Os recursos disponibilizados dessa forma são: iniciar ou encerrar o rastreamento de exercícios, que é uma função que eu detalharei a seguir; ativar o recurso de som ambiente para você poder ouvir o que estiver rolando ao seu redor, algo legal para evitar acidentes na rua, já que o isolamento acústico quando você está com os fones no ouvido é bem grande. Além disso, se você estiver com um smartphone pareado, o menu de opções faladas do IconX permite também dar comandos de voz para a BixbyGoogle Assistente ou Siri – qual delas vai ser usada depende do celular que você estiver usando, já que o fone não vem com isso embarcado.

Samsung Gear IconX 2018

Quando você receber uma ligação, dois toques servem para aceitar e também para trocar entre chamadas em espera. Para recusar uma ligação antes de atender, é só dar um toque longo, e para encerrar quando estiver em uma chamada você também só usa dois toques. Durante as chamadas, o áudio é bom tanto para você quanto para quem estiver ouvindo.

Rastreando suas corridas

O recurso de exercício funciona de duas maneiras: ou você ativa no menu, como eu expliquei mais acima, ou então ele é ativado automaticamente quando você fizer uma caminhada de mais de 10 minutos. O fone executa essa função em silêncio quando ela é ativada de forma independente, mas quando você inicia o rastreamento, a voz do fone vai falando por cima da música que você estiver ouvindo para mantê-lo informado sobre seu ritmo e aumentar sua motivação.

Antes de testar, achei que isso seria irritante, mas no fim das contas as mensagens não me incomodaram e acabei tendo que morder a língua. A voz só me fazia dar um pouco de risada quando vinha alguma coisa puramente motivacional, como “You can do it! Keep going!”, o que pode ser traduzido como “Você consegue! Continue!”.

Samsung Gear IconX 2018

O fone usa um acelerômetro próprio para monitorar velocidades média e máxima, distância percorrida no total, duração da atividade e estimativa de calorias perdidas. Como o acessório não tem GPS próprio, sua rota não fica salva, e esses dados todos são aproximados, então quem quer treinar de forma profissional vai precisar de outros dispositivos mais precisos. O IconX vai só servir mesmo para quem é mais casual e quer só um empurrãozinho para se exercitar.

Seu celular pode limitar funções

As informações acumuladas ficam gravadas no acessório e depois são salvas no app Samsung Health quando você parear o acessório com um celular compatível. Ele funciona normalmente como fone wireless quando está pareado com qualquer smartphone via Bluetooth, independentemente de ele ter AndroidiOS ou outro sistema.

O problema é que o aplicativo do Gear IconX só está disponível para dispositivos que tenham o sistema da Google na versão 4.4 KitKat ou mais recente. Aí, quem usa um aparelho da Apple ou com Android mais velho pode esquecer as funções controladas pelo app.

Samsung Gear IconX 2018

Opções no app

Na aba Informações, você pode ver o nível da bateria de cada lado do fone, dicas para lembrar os comandos por gestos, ajustar o volume do som, gerenciar as músicas salvas e separá-las nas playlists de esportes ou de favoritas. Além disso, é possível escolher se o áudio será reproduzido do smartphone ou das músicas salvas no IconX e ver seus exercícios salvos no Samsung Health.

Em Configurações, é possível transferir músicas via Bluetooth, escolher quais apps do celular vão mandar notificações sonoras no fone, determinar o tipo de treino que deseja que o fone ofereça para você, fazer os fones soltarem barulhos altos para encontrá-los e, ainda, selecionar a ordem da leitura das opções no menu do fone e o idioma da voz que fala com você. Fora isso, há alguns detalhes extras sobre o Gear e a possibilidade de atualizar o firmware do produto.

Samsung Gear IconX 2018

Bateria na medida certa

Antes de seguir para os finalmentes, faltou falar das baterias. Cada lado do fone vem com reservas de 82 mAh, o que parece pouco, mas rende o bastante para você não ter que se preocupar com isso mesmo em sessões longas de treino. Além disso, o case tem mais 340 mAh, aí basta colocar os acessórios dentro dela para que usem a energia que está ali e fiquem prontos para a próxima.

Segundo a Samsung, 10 minutos no case rendem 1 hora de uso. Isso é uma informação difícil de verificar na prática, mas o fato é que eu não fiquei na mão enquanto usava o novo IconX no dia a dia. Vale ressaltar que os fones permanecem ligados o tempo todo enquanto estão fora da caixa, de forma que você precisa andar com ela se não quiser desperdiçar energia.

Durante o período de mais de 1 mês de teste do IconX 2018, usando-o por mais ou menos 1 hora e meia por dia, eles aguentaram cerca de 4 dias e meio enquanto eu estava ouvindo apenas as músicas salvas sem parear o smartphone. Ativando o Bluetooth, a duração caiu para uns 2 dias e meio, quase 3, o que para mim já é um tempo legal. Seria melhor se fosse mais? Claro, mas assim já dá um caldo.

Samsung Gear IconX 2018

Para recarregar tudo, você coloca os fones no case e liga o cabo USB a um computador. As luzes vermelhas na frente indicam que a recarga dos fones está em andamento, e aí quando completar os LEDs ficam verdes e depois apagam. A luz na traseira também faz a mesma coisa, mas informa o status da bateria do próprio case.

Usando um PC, o tempo de recarga de zero a 100% foi mais ou menos 1 hora e 45 minutos para os fones, mas o case levou cerca de 45 minutos adicionais para ficar cheio. No total, isso quer dizer em torno de 2 horas e meia para recarregar o conjunto completo. E como o IconX não vem com um plugue para ligar na tomada, você vai ter ou que comprar um ou se planejar para ligá-lo a algum computador ao longo do dia.

Vale a pena?

Aqui está o principal ponto negativo do novo Gear IconX. No site oficial da Samsung, ele está sendo vendido por absurdos R$ 1,5 mil, o que é R$ 100 mais caro até que o valor dos AirPods na loja online da Apple. Procurando em varejistas na internet, dá para encontrar os dois por cerca de R$ 1 mil. Esse valor continua bastante salgado, então é claro que esses fones não são recomendados para a maioria das pessoas – e dá para encontrar opções legais com e sem fios custando muito menos.

Samsung Gear IconX 2018

Mesmo assim, para quem tem grana sobrando, o IconX 2018 se destaca do rival da Maçã por causa do design mais confortável e que se fixa melhor no lugar, além dos controles mais completos por gestos e toques.

Somando-se a isso, há ainda as funções extras para quem tem um celular compatível com o app da Samsung, mas esse ponto só é vantagem para quem não usa iPhone. De qualquer forma, não é como se os AirPods tivessem alguma função no iOS que o rival não consiga fazer com qualidade parecida, então para mim o Samsung ainda está um pouco na frente se você tiver dinheiro sobrando para escolher entre os dois.

Especificações Gear IconX 2018

-----

E aí, o que você achou do Gear IconX de 2018? Mande a sua opinião e qualquer dúvida que tiver sobrado nos comentários abaixo, que eu responderei assim que puder – ou então fale comigo pelo perfil @Leobrjor no Instagram ou no Twitter. Se você curtiu o Gear IconX 2018, confira a seguir onde conseguir o melhor preço.

E se quiser facilitar a própria vida e sempre saber o melhor valor do acessório da coreana e de vários outros produtos, clique aqui para instalar a extensão do TecMundo Descontos para o Google Chrome. Além de pesquisar várias lojas para encontrar o melhor valor atual para o que você quiser, dá até para receber alertas quando os dispositivos desejados estiverem com preços imbatíveis.

Opções de Compra