De acordo com um estudo realizado pela Gartner, o mercado de smartphones deve voltar a crescer em 2018. No último trimestre do ano passado, o setor teve o seu primeiro encolhimento da história, o que deixou analistas cogitando a possibilidade de que este segmento havia atingido o seu ápice, sem mais possibilidades de crescimento.

1,9 bilhão de smartphones devem chegar aos consumidores em 2018

Mas sem nenhuma outra categoria de aparelhos tomando mercado dos celulares inteligentes, essa história não fazia muito sentido, e as novas projeções da consultoria mostram que o smartphone e ainda tem gás para queimar. Os números da empresa indicam que 1,9 bilhão de smartphones devem chegar aos consumidores em 2018, um crescimento de 1,6% na comparação com 2017. O aumento é tímido, mas é importante para um setor que vinha de sua primeira queda histórica.

A Gartner não dá possíveis razões para essa volta ao crescimento do mercado de smartphones, mas a empresa indica que a categoria dos smartphones premium deve ter um aumento de preços significativo em 2018, junto com um aumento no gasto médio que o consumidor estaria disposto a fazer nesse tipo de dispositivo.

2020

Mesmo assim, Anshul Gupta, diretor de pesquisa na Gartner, acredita que a recuperação de fato do mercado de smartphones deve acontecer em 2020, e ele tem uma possível razão para isso.

Isso vai permitir que smartphones se tornem mais confiáveis que cartões de crédito, passaportes ou mesmo chaves

“Por volta de 2020, funcionalidades com inteligência artificial em smartphones vão oferecer uma personalidade digital mais inteligente para smartphones. Aprendizado de máquina, biometria e o entendimento do comportamento do usuário vão melhorar a usabilidade, os serviços e promover autenticações simplificada. Isso vai permitir que smartphones se tornem mais confiáveis que outras credenciais, tais como cartões de crédito, passaportes, documentos de identidade ou mesmo chaves”, comentou Gupta.

Gupta acredita que essas novidades serão poderosas o suficiente para atrair atenção do grande público e, consequentemente, desencadear um grande ciclo de atualização, de modelos antigos para novos e mais poderosos smartphones.

De fato, o uso de inteligência artificial em smartphones vem se tornando relativamente comum. A Huawei vem fazendo isso há algum tempo, e a Google já inclusive criou seu próprio chip para usar IA em diversas aplicações de seus smartphones da linha Pixel, inclusive na câmera. Além disso, a Apple usa essa tecnologia para o reconhecimento facial do iPhone X, bem como para a criação dos animoji. Dessa maneira, não é exagero dizer que, daqui a dois anos, teremos muito mais novidades desse tipo a ponto de convencer muitas pessoas a trocarem de celular.

Cupons de desconto TecMundo: