Se você já baixou algum app para limpar a memória, editar a foto, gerenciar arquivos ou mexer na VPN com o seu Android, possivelmente deve ter se deparado com empresas que usam uma tática no mínimo irritante: várias delas têm se aproveitado do acesso ao seu dispositivo para ganhar um extra com os anúncios na tela de bloqueio.

Tudo bem que as propagandas são muito importantes para os desenvolvedores, mas isso não pode ser feito de forma tão invasiva e a Google baixou a medida nesta quinta-feira (30): “apps que contêm anúncios enganosos ou interferentes não são permitidos. Eles só podem ser exibidos dentro do app em que são veiculados. Consideramos anúncios veiculados no seu app como parte do app. Os que são exibidos no app precisam estar em conformidade com todas as nossas políticas.”

Google tela de bloqueio

Para deixar ainda mais claro, as peças publicitárias não podem simular e nem imitar a interface, assim como elementos de avisos e notificações do sistema operacional.

android tela de bloqueioExemplos acima ilustram anúncios que simulam notificações de sistema

A única exceção fica para os casos que realmente ofereçam o serviço de tela de bloqueio. As novas regras já estão valendo, mas pode ser que haja algum tempo para que os aplicativos sejam alterados.

Cupons de desconto TecMundo: