Não há dúvidas de que um dos componentes mais importantes de um smartphone é a bateria, e não apenas pelo fato de ser ela quem dita quanto tempo você vai usar o aparelho, mas também ao considerarmos que ela é uma das poucas (senão a única) partes capazes de causar acidentes por mal funcionamento. Tivemos uma ideia disso com os problemas envolvendo o Galaxy Note 7, cenário que fez a Samsung tomar uma série de providências.

Segundo informações contidas em um artigo que foi publicado na revista do MIT, a Samsung revelou que testa todas as baterias para ver se atendem aos novos critérios de segurança. As que não passam nessa prova acabam destruídas, e os itens do gênero que são dizimados mensalmente na companhia chega a aproximadamente 3%.

Também houve a menção de que todas as baterias que passam pelo teste recebem um código QR que funciona como uma espécie de “RG” e ajuda a companhia sul-coreana a reunir informações de desempenho para definir se elas podem ou não ser enviadas ao mercado juntamente com os aparelhos.

Todas as baterias que passam pelo teste recebem um código QR que funciona como uma espécie de 'RG'

“A bateria é, efetivamente, o componente mais importante de um smartphone, e isso faz com que a segurança na produção seja algo extremamente importante”, ressalta Bookeun Oh, executivo da Samsung responsável pelo setor de baterias.

O próximo aparelho da Samsung a ser apresentado ao mundo é o Galaxy Note 8, e a data em que isso vai acontecer já foi marcada: 23 de agosto. Nós ficaremos de olho para que você não perca nenhum detalhe deste anúncio.

Cupons de desconto TecMundo: