Diablo 2: Resurrected

Em 2000, a Blizzard estabeleceu um novo patamar de excelência para os video games de RPG, dungeon crawling e hack and slash com o lançamento de Diablo 2. Maior, melhor e mais viciante que seu aclamado predecessor, o jogo virou febre nos computadores da época e ajudou a dar cara nova a um gênero que inspira frutos até hoje.

Não é surpresa, então, que tanta gente esteja ansiosa para colocar as mãos em Diablo 2: Resurrected, a sua remasterização caprichadíssima feita pelo talentoso time da Vicarious Visions (responsável por outras belas repaginações de clássicos como Tony Hawk’s Pro Skater 1+2 e Crash Bandicoot N. Sane Trilogy), que agora é parte da família na produtora Blizzard.

Como no jogo original, a história se passa no mundo do Santuário logo após os eventos do primeiro game, quando um guerreiro tentou conter a essência de Diablo em si mesmo. Para o azar de todos, o espírito demoníaco foi mais forte e começou a corromper o seu corpo, fazendo uma nova leva de criaturas das trevas tomarem o mundo!

Cabe a um novo grupo de aventureiros das mais diversas classes tentar encontrar uma solução para esse problema ao longo de cinco atos de história e dezenas de missões repletas de loot para coletar, incluindo o conteúdo visto na aclamada expansão Lord of Destruction e uma nova ferramenta que permite ao jogador alternar instantaneamente entre o visual clássico e os novos gráficos de ponta feitos sob medida para a nova geração de hardwares!

Classes de Diablo 2: Resurrected

Aqui, você pode jogar como Amazona, Assassina, Necromante, Bárbaro, Paladino, Maga ou Druida, sendo que cada uma das classes pode ser customizada com árvores próprias de progresso que incluem 30 habilidades exclusivas! Há muitas formas diferentes de abordar o mundo de jogo, e descobrir o seu próprio estilo é grande parte da diversão. Afinal, o ritmo de Diablo 2: Resurrected muda drasticamente dependendo do personagem escolhido, então vale a pena criar múltiplos heróis para experimentar um pouco de cada um antes de desbravar os desafiadores mapas repaginados do game. As sete classes que você pode controlar são as seguintes:

Druida

Druida

O herói mais sintonizado com as forças da natureza pode utilizar as criaturas da selva para lutar ao seu lado, ou até mesmo se transformar em lobisomem ou urso para causar mais dano físico! É uma classe também focada no bom gerenciamento de feitiços.

Maga

Maga

Uma classe sob medida para quem gosta de lançar um monte de feitiços elementais e construir builds que giram ao redor do gerenciamento de mana. Fogo, eletricidade e gelo são os seus aliados no campo de batalha, então aproveite para atacar de longe!

Paladino

Paladino

Uma das classes mais queridas pelos jogadores, o Paladino está de volta com as suas tradicionais armas e escudos em busca de iluminar a terra e sumir com os demônios! Ninguém emana uma aura mais brilhante, o que o torna um dos personagens mais equilibrados.

Bárbaro

Bárbaro

Ele é um guerreiro completo, moldado nos campos de batalha para ser o melhor combatente possível. Ataques corpo a corpo e até gritos de guerra são poderosos, mas nenhuma outra classe aguenta tomar tanto dano ou tirar tanto proveito de armamentos pesados.

Necromante

Necromante

Nem todos imaginariam ver um necromante na pele de herói, mas em Diablo 2: Resurrected você pode fazer uso dos domínios da vida e da morte para combater o Senhor da Destruição invocando os seus próprios esqueletos, golens e venenos para vencer!

Assassina

Assassina

Originalmente motivada a eliminar os magos corrompidos e integrante de uma velha ordem Vizjerei, essa classe é especialmente recomendada para quem gosta de montar armadilhas fatais e estudar as disciplinas mais sombrias.

Amazona

Amazona

Agora vestindo uma imponente armadura e um confiável escudo, essa heroína possui uma grande agilidade e é perita no uso do dardo e arco. Suas naturais habilidades marciais podem ficar ainda mais fortes com o uso de magias!

A história de Diablo

Além de ser um RPG de ação eletrizante, Diablo também possui uma das histórias mais densas e ricas dos videogames, inspirando diversos livros oficiais e ricas enciclopédias virtuais organizadas por fãs.

O lore da série gira ao redor do “Conflito Eterno”, uma eterna batalha entre as forças da luz e da escuridão para influenciar toda a criação. No lado das trevas, Diablo, Mefisto e Vaal lideram o Inferno Ardente, enquanto a luz tem como bastiões o Conselho Ângiris de Arcanjos, com os anjos do Paraíso Celestial.

Graças a natureza sem fim dessa luta, logo surgiram algumas forças dissidentes cansadas do conflito, como a demônia Lilith e o arcanjo Inarius, que reuniram seguidores para fundar o reino do Santuário, que é onde se passam as aventuras dos jogos.

É claro que esse mundo não ficaria muito tempo escondido das forças da luz e escuridão, e o conflito logo chegou até os Nefalem, precursores da humanidade. A cada geração, seus filhos ficavam mais fracos, até se tornarem mortais com pouco conhecimento de sua história pregressa.

Muitos anos depois disso, o monarca Leorica chegou até a cidade de Tristram, a nova sede de seu governo e lar da Catedral, onde jazia a Pedra das Almas corrompida por Diablo. No primeiro jogo, o Arcebispo Lázaro é corrompido e acaba libertando o espírito de Diablo, que logo invoca forças para tentar liberar Baal e Mefisto de suas prisões.

Quando o herói do primeiro jogo derrota Diablo, ele acaba se sacrificando e engastando a Pedra das Almas em si mesmo para conter o Senhor do Medo. Sobrepujado, ele vira o Errante Sombrio e parte para o oriente. É exatamente aí que começa a trama de Diablo 2: Resurrected!

Novidades de Diablo 2: Resurrected

De Tristam ao cemitério, passando pelo esgoto e quartel, cada cantinho do Santuário foi meticulosamente reconstruído com as mais novas tecnologias e efeitos gráficos, mas sempre tentando preservar o melhor possível o sentimento de jogar um legítimo Diablo. Até as icônicas cinemáticas foram totalmente refeitas, agora em alta resolução e com animações inéditas!

Quando o jogo foi revelado ao público durante a feira BlizzConline 2021, os desenvolvedores nos contaram em entrevista exclusiva que o objetivo não era replicar exatamente o jogo original com total precisão, mas sim refinar a experiência a ponto de evocar o mesmo sentimento que as pessoas sentiram ao visitar Diablo 2 em 2000 pela primeira vez.

Com um simples apertar de botão em Diablo 2: Resurrected, você pode alternar entre o visual antigo e os gráficos modernos, então o tempo todo você tem a experiência clássica rodando de fundo. No entanto, na transição do mouse e teclado para os joysticks, muito da movimentação precisou ser retrabalhada.

Por exemplo, no título original para PC, você clicava para onde queria andar e esperava o resultado, enquanto agora os personagens se movem livremente pela tela, o que torna o ritmo todo mais dinâmico e veloz, mas sem tirar a sensação de desafio e descoberta do game clássico.

Melhorias pontuais também foram aplicadas, como um aumento de capacidade do baú, que agora tem mais espaço para você guardar todos os seus itens. No título original, o seu tamanho era de 6×8 quadrados, o que agora saltou para 10×10! Você não precisa mais usar mulas para transferir equipamentos entre heróis, já que também foi adicionada uma aba de baú compartilhado para todos os heróis que você criou na sua conta Battle.net.

Diablo 2: Resurrected em português do Brasil

Quem acompanha a trajetória da Blizzard há algum tempo sabe bem que a empresa sempre prezou por fazer um trabalho de localização de excelência tanto no que diz respeito à tradução dos textos como na contratação de dubladores talentosos para dar vozes aos seus personagens.

Afinal, o que seria de Overwatch e Warcraft sem os heróis abrasileirados que tanto amamos? Uma boa dublagem faz toda a diferença na hora de permitir que os jogadores se identifiquem com os personagens e fiquem ainda mais imersos no mundo das aventuras, então uma das novidades mais legais de Diablo 2: Resurrected é justamente saber que, finalmente, a jornada completa pode ser apreciada em português do Brasil!

Cada linha de texto, desde as transcrições das falas até as descrições dos itens que encontramos pelo caminho foram adaptadas com muito cuidado para o nosso idioma, o que é bastante útil considerando que trata-se de um jogo mais antigo e com muito foco na leitura e na interação entre os aventureiros para conseguir progredir na jornada.

A dublagem traz um tempero especial ao remaster e dá gosto interagir com os personagens não jogáveis em busca de mais informações, dicas e até fofocas sobre o mundo do Santuário. Fale com todo mundo que encontrar para evitar ficar empacado e sem saber o que fazer!

Muitas vezes, trocar uma ideia com os habitantes locais pode servir de pretexto para fazer bons negócios, conseguir itens raros e tornar o seu personagem ainda mais forte. Com os textos e falas em português, fica ainda mais fácil para todos os jogadores brasileiros conseguirem entender o que está acontecendo na trama e no apaixonante lore da franquia!

Diablo 2 agora é multiplataforma

Por mais de 20 anos, Diablo 2 foi uma experiência que estava restrita aos jogadores de computador, já que ele foi originalmente planejado tento apenas o mouse e teclado como formas de controle.

Isso mudou com a chegada da remasterização Diablo 2: Resurrected que, tal qual Diablo 3, também oferece suporte a joysticks e brilha em versões para todos os consoles da nova e antiga geração, contando apenas com diferenças de resolução e fidelidade gráfica dependendo do seu hardware.

Além do PC, o remaster foi lançado em versões para Nintendo Switch, PlayStation 5, PlayStation 4, Xbox Series X/S e Xbox One. Nas máquinas mais modernas, você consegue até explorar o lindo e sombrio mundo do Santuário em resolução 4K e suporte a som 7.1 Dolby Surround!

O mais bacana é que, independente de onde você começar a jogar a sua aventura, a nova versão do jogo oferece suporte completo a cross progression. Ou seja, será possível manter o seu nível, missão, habilidades, progresso e talentos, além de fazer a portabilidade de todos os seus itens e personagens, caso você faça a compra do jogo em dois sistemas diferentes vinculados a uma mesma conta da Battle.net.

Já o cross play fica restrito a consoles de uma mesma família, de forma que jogadores de PlayStation 5 conseguem jogar online com amigos do PlayStation 4, e a turma do Xbox Series X e S pode participar de missões online com todos os jogadores do Xbox One organicamente.

Versão Multiplayer de Diablo 2: Resurrected

Se derrubar o Senhor da Destruição parece um desafio grande demais para se resolver sozinho, você também pode encarar a campanha completa cooperativamente com até oito jogadores simultaneamente.

O seu time pode até apelar um pouquinho, já que cada herói também tem a opção de recrutar um mercenário por vez. Ou seja, no auge da ação o seu time pode contar com 16 aliados, sem contar as criaturas e poderes que cada classe pode invocar!

É muita coisa acontecendo na tela ao mesmo tempo, mas graças ao armazenamento em SSD e poder das novas máquinas, tudo isso acontece com loadings praticamente inexistentes, e até a viagem rápida através dos portais o leva até o seu destino em menos de um segundo.

Para quem prefere um pouco de competição, as temporadas competitivas foram reformuladas e o novo sistema passará a ser atualizado com mais frequência, aumentando as suas chances de figurar entre os melhores jogadores de Diablo do mundo! Além disso, a interface multiplayer foi retrabalhada, e os grupos são criados automaticamente ao entrar em partidas com mais de um jogador.

Ao inferno e de volta outra vez!

Agora que você já possui todas as informações necessárias para ser um aventureiro de primeira, está muito bem preparado para desbravar o mundo do Santuário e salvar o mundo do Senhor da Destruição em Diablo 2: Resurrected!

O remaster desse clássico RPG é absolutamente viciante e pode consumir centenas ou milhares de horas da sua vida enquanto você (re)visita todas as locações, atos e chefões que cativaram a imaginação de milhões de jogadores desde o ano 200 até agora!

Com gráficos retrabalhados e um visual de ponta, inclusão da expansão Lord of Destruction, loading instantâneo via SSD, suporte a joysticks e localização totalmente em português do Brasil, essa é a melhor e maior forma de revisitar a franquia mais influente do gênero dungeon crawler.

Então escolha a sua classe favorita, separe os seus equipamentos e prepare-se para passar horas no Santuário enfrentando as forças das trevas sozinho ou ao lado de seus amigos em um dos games mais celebrados de todos os tempos!

O lançamento de Diablo 2: Resurrected aconteceu em 23 de setembro para PC, Nintendo Switch, PlayStation 5, PlayStation 4, Xbox Series X/S e Xbox One.

ESCOLHA A PLATAFORMA

Saiba mais abaixo sobre como adquirir Diablo® II: Resurrected™ na plataforma de sua preferência.*

*Os termos e condições podem variar de acordo com a plataforma.