(Fonte da imagem: Reprodução/The Press)

Se você está com muita fome e pediu um sanduíche em algum restaurante, lanchonete ou cafeteria, é bem provável que você queira que o lanche chegue rápido — afinal de contas, o seu estômago já está reclamando da falta de comida. Dessa maneira, um possível atraso pode fazer com que o seu humor seja arruinado, não é mesmo?

Acontece que um estabelecimento que fica na cidade de Christchurch (na Nova Zelândia) e que se chama C One Espresso está criando uma solução para isso. Baseado em um sistema pneumático para o envio de pedidos para a cozinha, o local está testando tubos parecidos para que minissanduíches possam ser entregues aos clientes.

E tudo vai acabar chegando inteiro

Dutos em ação (Fonte da imagem: Reprodução/The Press)

Por conta da força do ar que é empregada nesse pequeno sistema, a comida pode viajar a uma velocidade de um pouco mais de 140 km/h. O alimento é mandado diretamente para a mesa correta, enquanto as pessoas podem assistir à viagem dos seus próprios pedidos, já que todos os tubos são completamente transparentes.

De acordo com os responsáveis pelo projeto, o objetivo é fazer com que o café seja conhecido no mundo todo. E, caso você esteja se perguntando, os sanduíches chegam todos inteiros, já que eles são postos em pequenas cápsulas antes de serem colocados nos tubos, de modo que é possível mandar até mesmo a batata frita junto com o seu lanche.

As primeiras operações que utilizam este sistema de entrega devem começar em janeiro do próximo ano. E aí, você achou a ideia interessante ou seria melhor receber a sua comida de maneira convencional?

Cupons de desconto TecMundo: