Avatar volta aos cinemas na China e ameaça recorde de Vingadores

1 min de leitura
Imagem de: Avatar volta aos cinemas na China e ameaça recorde de Vingadores
Imagem: IMDb/Reprodução
Avatar do autor

A China teria revelado planos para lançar novamente nos cinemas o filme Avatar (2009), de James Cameron. De acordo com o The Hollywood Reporter, o órgão responsável pela regulação de produções cinematográficas do país teria aprovado uma iniciativa surpresa para a ficção científica ser exibida a partir da próxima sexta-feira (12), disponibilizando-a nacionalmente em 3D e Imax 3D.

Segundo o veículo, duas empresas administradoras de cinemas teriam confirmado a estratégia, pensada para atrair consumidores e gerar uma boa receita para a indústria. Além disso, caso a ação se concretize, o longa poderá restaurar a posição de maior bilheteria da história, cargo ocupado por Vingadores: Ultimato, com US$ 2,97 bilhões.

Portanto, bastaria ao blockbuster de Pandora arrecadar US$ 7,4 milhões para reivindicar a coroa. Avatar é um título de muito sucesso para os chineses, público responsável por quebrar recordes de estreia na época do lançamento original em Pequim. Na época, diversos canais de notícias mostravam filas quilométricas para a liberação de salas, inclusive em áreas externas rodeadas de neve.

Imagem compartilhada por James Cameron para parabenizar Vingadores: Ultimato, após esse último se tornar a maior bilheteria nos cinemasImagem compartilhada por James Cameron para parabenizar Vingadores: Ultimato, após esse último se tornar a maior bilheteria nos cinemasFonte:  Twitter/Reprodução 

Devido à paralisação de produções e seu consequente atraso de lançamento ao redor do mundo, por conta da pandemia, a reabertura deve ocorrer de forma gradual, até haver maior segurança em larga escala. Para o Collider, “à medida em que as pessoas são vacinadas e se sentem confortáveis para voltar aos cinemas, o uso de filmes antigos pode fornecer um bom período de transição [para a retomada definitiva]”.

Tendo em vista novas ondas do vírus, a iniciativa é contestada por parte da indústria chinesa, cuja defesa é que a distribuição estatal Film Group pressione o adiamento da exibição do longa por pelo menos mais uma ou duas semanas. A ideia é preparar os espaços mais adequadamente ao público. Apesar disso, o anúncio para a venda de ingressos deve ocorrer em breve.

Imagem: Assine o Disney Plus
Imagem: Tecmundo Recomenda

Assine o Disney Plus

Assista o novo Star Wars: The Bad Batch e mais séries e filmes originais do universo Star Wars, Marvel, Pixar, National Geographic no Disney+. Tudo isso por apenas R$ 27,90/mês.

Avatar volta aos cinemas na China e ameaça recorde de Vingadores