Designer cria de brincadeira um 'selo de verificado' para casas

2 min de leitura
Imagem de: Designer cria de brincadeira um 'selo de verificado' para casas
Imagem: Blue Check Homes
Avatar do autor

O selo de verificado do Twitter, que é um ícone de fundo azul e símbolo na cor branca, ajuda a identificar o perfil verdadeiro de contas de autoridades, jornalistas, influenciadores e outros usuários relevantes da rede social. Mas e se esse mesmo mecanismo fosse utilizado também nas residências?

Foi pensando nessa ideia que a designer e artista Danielle Baskin criou um projeto falso chamado "Blue Check Homes". De forma resumida, trata-se de um serviço para você encomendar selos de verificação para serem colocados na entrada de casa, para indicar a todos que passarem pela rua que você é uma figura pública relevante e autêntica.

Até mesmo um site oficial para o serviço foi criado, com descrição completa das etapas de instalação e um formulário de cadastro. A divulgação gerou debates nas redes sociais, com muita gente duvidando da veracidade da página e outras pessoas interessadas em obter a tal verificação.

Uma casa com o "selo" de verificação de importância.Uma casa com o "selo" de verificação de importância.Fonte:  Blue Check Homes 

O "Blue Check Homes" supostamente pediria uma taxa de US$ 2.999,99 para fazer a instalação e garante que pode remover o ícone da sua casa em caso de o morador "não atingir mais os critérios necessários".

É só uma brincadeira

Se a situação parece absurda, fique tranquilo: não existe um projeto de verdade que instale uma placa de verificação na residência das pessoas: tudo não passa de um site falso e montagens simples feitas por uma especialista. Entretanto, muita gente de fato acreditou na existência do serviço, o que levou a artista a explicar por meio de uma declaração oficial qual o objetivo do projeto.

"Para contextualizar, eu sou uma artista que faz piadas aleatórias na internet que às vezes tiram sarro dessa cultura de 'vamos transformar isso em um serviço', as vaidades da internet e ideias capitalistas terríveis. Historicamente, selos decorativos encontrados em casas da Era Vitoriana eram usados como um sinal de riqueza e importância, e achei que seria estúpido se esse conceito também existisse hoje", explicou.

A falsa escultura de gesso.A falsa escultura de gesso.Fonte:  Blue Check Homes 

Baskin contou que tudo começou com piadas a respeito dessa cultura de verificação, até que um seguidor fez a comparação com as marcas em residências. Daí, nasceu a ideia, que virou uma piada tão grande que ganhou o próprio site.

"Então, isso é real? Fica em algum lugar entre real e falso. Qualquer um pode fazer algo assim de gesso. Qualquer um pode se cadastrar para ser verificado. Qualquer um pode fazer um site. Existe uma entidade envolvida nesse projeto e ele está acontecendo na área de San Francisco? Não", acrescentou a artista.

Ela ainda disse que, a partir de agora, vai sempre deixar um texto de explicação sobre projetos artísticos ou humorísticos, já que muita gente acreditou na criação: foram quase 500 pedidos sérios de encomenda.

Designer cria de brincadeira um 'selo de verificado' para casas