Os Pequenos Vestígios: confira o que os críticos estão falando

2 min de leitura
Imagem de: Os Pequenos Vestígios: confira o que os críticos estão falando
Imagem: IMDb/Reprodução
Avatar do autor

O novo filme de Denzel Washington, Os Pequenos Vestígios, tem estreia marcada para este final de semana nos EUA e em outros mercados internacionais, além do HBO Max. O longa, que conta ainda com Rami Malek e Jared Leto se concentra na caçada de um serial killer que está aterrorizando Los Angeles. O vice-xerife Joe "Deke" Deacon (Washington) se junta com o sargento Jim Baxter (Malek), e a busca os leva até Albert Sparma (Leto).

Mas será que o trio vencedor do Oscar é suficiente para sustentar o filme? Alguns críticos já puderam conferir o trabalho deles e do diretor John Lee Hancock (Um Sonho Possível) e deram suas primeiras impressões. Confira abaixo.

Jared Leto interpreta o principal suspeito de ser um serial killer.Jared Leto interpreta o principal suspeito de ser um serial killer.Fonte:  IMDb/Reprodução 

CinemaBlend - Eric Eisenberg

“O filme tem uma base sólida para construir o gênero, graças aos três atores que dividem o protagonismo, e envolve o público na estética decadente adequada, mas o que falta é um roteiro com força ou originalidade. Ele acaba preso em sua própria trama e, embora haja sequências emocionantes integradas, ele parece se esforçar para superar seus problemas”.

The Hollywood Reporter - David Rooney

"Hancock não tem a eficiência do melhor roteiro de um filme noir, mas é bom com diálogo. No final das contas, ele está menos preocupado em encontrar uma solução para o crime do que em mostrar como essa linha de trabalho e seu ambiente decadente podem incomodar até mesmo os investigadores mais astutos. Washington tem desempenhado sua cota de policiais éticos e corruptos, e é gratificante vê-lo trazer essa gama de história da tela para o papel de um homem assombrado desiludido pela experiência e danificado por seus erros".

SlashFilm - Chris Evangelista

“Por mais divertido que seja se envolver com o cenário dos anos 1990, não atualizar o roteiro faz Os Pequenos Vestígios parecer ainda mais datadas. Os bandidos são estereotipadamente esquisitos, os homens são ríspidos e violentos, as mulheres só existem para serem ruídos de fundo ou vítimas indefesas. Mesmo há 30 anos, tudo isso pareceria antiquado. Hoje, Os Pequenos Vestígios tem ainda menos a oferecer”.

Variety - Owen Gleiberman

"Leto tem uma entrega intensa no filme. Dito isso, você já viu esse tipo de performance antes, já que Os Pequenos Vestígios é um thriller de serial killer que gostaria de ser um novo Se7en - Os Sete Crimes Capitais, com muitos toques retirados de Caçador de Assassinos, mas que no final parece mais um episódio não muito especial de CSI".

CBR - Josh Bell

"Hancock pega uma história que poderia ter sido um único episódio de uma série policial e a arrasta por mais de duas horas, apenas para não encontrar um final que ressoe com os temas mais profundos. Não há nenhuma emoção, e nenhum dos plots apresentados possui algum suspense. Não há vítimas com quem se preocupar, nenhum suspeito alternativo para questionar, nenhum obstáculo institucional significativo. A verdade é que mesmo Spielberg ou Eastwood provavelmente teriam problemas para dar vida a esse material".

IndieWire - David Ehrlich

"Tudo se transforma em um confronto sem fôlego no meio do nada, mas as coisas acontecem de um jeito que não tem o choque do final icônico de Se7en. Apesar disso, o trabalho de Hancock sobre o gênero de serial killer se mostra recompensador por causa da proteção divina que seus personagens tentam oferecer um ao outro. Os Pequenos Vestígios requer alguma suspensão de descrença, mas — se você não conhecesse nada melhor — você poderia até dizer que é um bom filme".