Universal disponibilizará filmes clássicos de monstros no YouTube

2 min de leitura
Imagem de: Universal disponibilizará filmes clássicos de monstros no YouTube
Imagem: Fan Factory/Reprodução
Avatar do autor

A Universal Pictures disponibilizará no YouTube alguns dos seus filmes clássicos sobre monstros durante o mês de janeiro. No total, sete longas chegarão de forma gratuita na plataforma através do canal Fear: The Home of Horror. As produções contarão com as primeiras aparições no cinema de consagrados personagens do gênero de horror, ocorridas entre as décadas de 1920 e 1950.

A franquia é a primeira do universo compartilhado a entrar nas telonas, e tem entre suas figuras: Drácula, Múmia, o monstro de Frankenstein, Homem Invisível, Lobisomem, Monstro da Lagoa Negra e Fantasma. Após o lançamento, cada título ficará disponível somente por uma semana.

Assim, Drácula (1931) e A Múmia (1932) serão exibidos em 15 de janeiro; no dia 16, Frankenstein (1931) e A Noiva de Frankenstein; em 17, O Homem Invisível (1933), O Lobisomem (1941) e Abbott e Costello Encontram Frankenstein (1948).

A franquia de monstros teve início na década de 1920 e marcou o gênero de horrorA franquia de monstros teve início na década de 1920 e marcou o gênero de horrorFonte:  Indiewire/Reprodução 

Reconhecidos por definir elementos do gênero em adaptações cinematográficas, os longas ganharam espaço na indústria por também serem produzidos com orçamento relativamente baixo. Criando uma legião de fãs ao redor do mundo, vários deles inclusive ganharam remakes ou reboots nas décadas seguintes.

O futuro dos clássicos personagens

Com o sucesso, a Universal anunciou em 2014 que lançaria uma franquia compartilhada de todas essas criaturas, similar ao que a Marvel fez nos cinemas. Denominadas de Universo Sombrio (“Dark Universe”, no original), trariam uma releitura dos monstros e contariam com grandes estrelas, como: Tom Cruise, Javier Bardem, Johnny Depp e Russell Crowe.

Devido ao fato de A Múmia (2017) — percursor dessa nova leva — não ter agradado público e crítica, resultando em fracasso nas bilheterias, o estúdio abandonou o plano inicial de grandes orçamentos com espetáculos visuais. Logo, partiu para uma estratégia focada em histórias separadas.

Universo Sombrio não atraiu o público da mesma forma com que os filmes clássicos fizeramUniverso Sombrio não atraiu o público da mesma forma com que os filmes clássicos fizeramFonte:  ScreenCrush/Reprodução 

O Homem Invisível (2020), estrelado por Elisabeth Moss (Mad Men), foi o primeiro do reboot com foco no suspense e desenvolvimento de personagens. Com isso, despertou esperança para o futuro da possível nova franquia em menor escala, mesmo que de forma não conectada com outros monstros e com respeito às produções originais.

“Essas criaturas são atemporais. Haverá filmes sobre Drácula, Frankenstein, Lobisomem e Múmia, muito tempo depois de nossas vidas. Mas os de sucesso serão aqueles feitos por pessoas que sinceramente investem no material e tratam essas criaturas com seriedade”, comentou Wheeler Dixon, professor de cinema da Universidade de Nebraska-Lincoln, ao The New York Times.

Universal disponibilizará filmes clássicos de monstros no YouTube