Disney+ terá preço similar ao do plano básico da Netflix no Brasil

1 min de leitura
Imagem de: Disney+ terá preço similar ao do plano básico da Netflix no Brasil
Avatar do autor

O serviço de streaming Disney+ será lançado no Brasil em 17 de novembro e promete chegar ao país com um preço competitivo. O presidente da The Walt Disney Company para a América Latina, Diego Lerner, disse que a plataforma chegará ao nosso mercado com um valor na menor faixa de preço da Netflix.

O plano básico da Netflix suporta streaming em uma tela e custa R$ 21,90 mensais no Brasil. Logo, podemos esperar que o Disney+ chegue ao país com um valor dentro dessa janela de cobrança, o que garantirá um bom custo-benefício.

Disney+ chegará ao Brasil com preço similar ao plano básico da NetflixDisney+ chegará ao Brasil com preço similar ao plano básico da NetflixFonte:  Disney+ 

Lá fora, a assinatura do Disney+ oferece streaming simultâneo em até quatro telas, com suporte para 4K HDR e até sete perfis, além de um desconto no plano anual. Em relação ao conteúdo, a plataforma oferece produções vindas de Disney, Pixar, Marvel, Lucasfilm (Star Wars) e National Geographic.

O objetivo do preço em conta é conseguir uma rápida ascensão do serviço no mercado brasileiro, segundo Lerner. "O Brasil é o principal mercado da América Latina e avança velozmente porque os brasileiros são ávidos pela oferta digital."

Catálogo e produções nacionais

Em entrevista à revista Veja, o executivo disse que a empresa irá além do valor competitivo no nosso mercado. Segundo Lerner, os usuários brasileiros terão acesso ao catálogo completo do serviço, que também receberá produções nacionais futuramente.

Live-action de Mulan será lançado globalmente em 4 de dezembro, inclusive no BrasilLive-action de Mulan será lançado globalmente em 4 de dezembro, inclusive no BrasilFonte:  The Verge 

O presidente da Disney na América Latina confirmou que conteúdos como Mulan chegarão ao país simultaneamente com o resto do mundo, sem taxas adicionais. Além disso, a plataforma de streaming será a principal forma de distribuição no nosso país, o que diminuirá a veiculação de programas inéditos em canais como Disney Channel.

A Disney também quer trabalhar com empresas de cinema e TV brasileiras para investir em conteúdo local, de maneira similar ao que a Netflix já faz no país. "Haverá investimento em séries e filmes", disse o executivo. "O streaming permite que tenhamos essa diversificação."

Disney+ terá preço similar ao do plano básico da Netflix no Brasil