Neymar se livra de acusação de crime cibernético contra Najila

1 min de leitura
Imagem de: Neymar se livra de acusação de crime cibernético contra Najila
Imagem: https://jovempan.com.br/esportes/futebol/voce-pedia-mais-diz-neymar-em-suposta-mensagem-najila-contesta.html
Avatar do autor

O caso de violação cibernética, onde a mulher Najila Trindade acusava o jogador Neymar de publicar suas fotos eróticas, sem permissão prévia, foi encerrado, já que o juiz Marcel Laguna Duque Estrada compreendeu que não havia provas suficientes para incriminar o atleta.

Entenda o caso

Najila, inicialmente, havia acusado Neymar de estupro, por um encontro ocorrido no dia 15 de maio de 2019, em um hotel de Paris. Os dois vinham trocando mensagens íntimas pela internet, até que Najila concordou em ir até a França conhecer o jogador, mas disse ao G1 que o encontrou bêbado e foi forçada a ter relações sexuais contra sua vontade.

Após a acusação, Neymar foi às redes sociais para se defender e resolveu postar grande parte das mensagens que havia trocado com Najila, pois achava necessário esclarecer o caso para a sociedade, afirmando ter sido vítima de uma armadilha.

A investigação sobre o estupro supostamente cometido pelo jogador foi arquivada em julho de 2019. A polícia decidiu não indiciar Neymar porque os depoimentos e provas apresentados por Najila foram considerados “incongruentes”.

Najila Trindade e Neymar.Najila Trindade e Neymar.Fonte:  Gazeta Brasil/Reprodução 

Em setembro do ano passado, a polícia de São Paulo indiciou Najila por extorsão, fraude processual e denúncia caluniosa.

Ex-marido de Najila foi quem divulgou suas imagens íntimas

Ao passo que Neymar foi inocentado do crime de violação cibernética, o ex-marido de Najila, Estivens Alves, foi indiciado por fraude processual e a divulgação ilegal de material erótico, envolvendo sua ex-companheira.

Foi a própria Najila quem denunciou Alves, que compartilhou o conteúdo erótico com um repórter, em troca de publicações suas na internet, de acordo com a investigação conduzida junto à 6ª Delegacia de Defesa da Mulher, sob presidência da Doutora Juliana Lopes Bussacos.

No momento, Cosme Araújo, advogado de Najila, afirmou que só irá comentar a decisão da justiça após ter acesso ao relatório final da advogada.

Neymar se livra de acusação de crime cibernético contra Najila