Mulan: adaptação recebe primeiras impressões positivas da crítica

2 min de leitura
Imagem de: Mulan: adaptação recebe primeiras impressões positivas da crítica
Imagem: Disney
Avatar do autor

O filme Mulan foi o primeiro blockbuster afetado pela pandemia do novo coronavírus. Programado para estrear em 27 de março, ele sofreu sucessivos adiamentos até chegar à plataforma Disney+, nesta sexta-feira (4). Os assinantes do streaming do estúdio poderão alugar o live-action por US$ 30. E as primeiras críticas dizem que o investimento vale a pena!

Mulan 2020: críticas positivas

Mulan tem uma vibração que realmente não víamos em um filme da Disney desde Cinderela, de 2015, que também tinha a confiança de se afastar de seu material de origem e focar mais em designs de produção e figurinos luxuosos”, escreveu Matt Goldberg, do Collider. “É um filme de ação empolgante e bem elaborado e, após um início lento, Niki Caron mantém sua energia até o final: uma batalha em vários locais entre o grupo de Mulan e o exército de Bori Khan”, relatou Josh Bell do CBR.

A atriz chinesa Liu Yifei parece ter sido a escolha perfeita para o papel-título. “O desempenho de Liu poderia ter sido mais poderoso se ela tivesse sido um pouco mais emotiva, mas a rigidez e a força física que ela exibe a tornam uma lutadora convincente”, escreveu Christy Lemire, no RogerEbert.com. “Liu é um sucesso. Mesmo que você não acredite que um bando de caras enlameados confundiria Mulan como um dos seus, a atriz carrega o filme habilmente. Suas cenas de flerte com o colega Chen (Yoson An) são muito boas e, em combate, ela impõe uma determinação fria e uma vulnerabilidade”, elogia Johnny Oleksinski, do New York Post.

Liu Yifei entrega uma versão poderosa de MulanLiu Yifei entrega uma versão poderosa de MulanFonte:  Disney 

Sem músicas ou animais falantes

A ausência de musiquinhas e do dragão Mushu foram lembradas por alguns críticos. “Não há números musicais, embora alguns exercícios de treinamento do exército ainda se assemelhem a rotinas de dança em grande escala”, disse Josh Bell, do CBR. “Números musicais teriam ficado estranhos. Quando foi a última vez que você assistiu a um filme de ação com música e dança?”, questiona Johnny Oleksinski, do New York Post.

No lugar do dragão, o filme coloca uma fênix, que representa os ancestrais de Mulan. Porém, a mudança mais comentada foi a inserção da bruxa Xianning. “É a criação mais vibrante do filme e uma adição original às crônicas de Mulan. Embora sua altivez e seu traje esvoaçante tragam Malévola à mente, Xianniang é efetivamente uma substituta um tanto mais severa para o dragão da animação”, exalta Manohla Dargis, do The New York Times.

O filme deve agradar quem cresceu assistindo à animação. “Sombrio e sério, o live-action Mulan é um filme que cresceu ao lado de seu público original, que é presumivelmente velho o suficiente para desejar algo mais pesado em sua dieta de entretenimento”, analisa Ann Hornaday, do The Washington Post. “Mulan define o modelo que os outros live-action da Disney deveriam ter como objetivo, sendo uma adaptação cuidadosa ao invés de uma pálida imitação”, diz Matt Goldberg, do Collider.  

Mulan: adaptação recebe primeiras impressões positivas da crítica