Tenet foi o “filme mais difícil de ser editado”, diz diretor

1 min de leitura
Imagem de: Tenet foi o “filme mais difícil de ser editado”, diz diretor
Imagem: Warner Bros/Divulgação
Avatar do autor

Muito aguardado, Tenet foi apontado como o filme mais difícil de ser editado de todos os tempos. Ao menos, foi desta maneira que o cineasta Christopher Nolan (A Origem) apresentou o projeto para a editora Jennifer Lame (História de Casamento).

Em entrevista ao ICG Magazine, o diretor contou sobre a primeira conversa com a responsável pela edição do longa-metragem. Além disso, não poupou elogios a ela.

“Trabalhar com Jennifer foi um verdadeiro prazer. No nosso primeiro encontro, lembro de ter dito que este seria o filme mais difícil que qualquer editor já teria trabalhado”, explica Nolan. “Tenho certeza de que ela não questionaria isso hoje [risos]”.

Diretor Christopher Nolan ao lado do ator John David Washington.Diretor Christopher Nolan ao lado do ator John David Washington.Fonte:  Shred American Film/Reprodução 

Segundo o diretor, o maior desafio de Tenet foi retratar “todos os aspectos do tempo correndo em diferentes direções”. Logo, traduzir estes elementos em uma linguagem visual não foi nada simples.

Durante a entrevista, Nolan revelou que escolheu Jennifer para o cargo devido à excelência apresentada nos trabalhos dela. Bem como, o cineasta descobriu que a editora seguia exatamente a linha criativa que ele imaginou para o filme.

Além de John David Washington, Tenet é estrelado por Robert Pattinson.Além de John David Washington, Tenet é estrelado por Robert Pattinson.Fonte:  IMDb/Divulgação 

Ponto de vista da editora

Em outra parte da entrevista, Jennifer Lame respondeu sobre como foi trabalhar com Nolan. Então, ela revelou os desafios enfrentados durante a pós-produção de Tenet.

“Os filmes em que trabalhei anteriormente eram guiados pelos personagens. Assim, fiquei intimidada com as cenas de ação”, diz a editora. “Para superar isso, comecei a pensar em usá-las para impulsionar a história, explicando e dando corpo à jornada do protagonista”.

Por fim, a editora comentou que Nolan fez com que ela se sentisse menos intimidada com as sequências de ação. Principalmente, quando o cineasta destacou que a história sempre foi a “força motriz” do longa-metragem.

Devido a covid-19, a estreia de Tenet já sofreu diversas alterações. No Brasil, a expectativa é que a produção chegue aos cinemas em 10 de setembro de 2020.

Fontes

Tenet foi o “filme mais difícil de ser editado”, diz diretor