Telecine celebra o Dia do Orgulho LGBTQI+ com cinelist especial

3 min de leitura
Patrocinado
Imagem de: Telecine celebra o Dia do Orgulho LGBTQI+ com cinelist especial
Imagem: Marta Branco/Pexels
Avatar do autor

Em 28 de junho é comemorado o Dia do Orgulho LGBTQI+. Para celebrar a data e reforçar o quanto a representatividade no cinema é fundamental, o Telecine montou uma cinelist  de filmes importantes para a causa e produziu o vídeo Manifesto do Orgulho em defesa de todas as formas de amar.

Usando as cores do arco-íris como base, a rede selecionou cenas de títulos disponíveis em sua plataforma de streaming para compor o manifesto. Para adicionar ainda mais cor e vida ao material, o Telecine convidou a designer e ilustradora Lana Minna e a cantora Majur.

Confira alguns dos filmes disponíveis na cinelist Orgulho LGBTQI+ do Telecine e faça parte desse movimento.

Rafiki (2019)

Kena e Ziki precisam enfrentar as leis de seu país para ficarem juntas.Kena e Ziki precisam enfrentar as leis de seu país para ficarem juntas.Fonte:  Météore Films/Reprodução 

Esse foi o primeiro filme queniano a ser exibido no Festival de Cannes. A história acompanha o romance de Kena (Samantha Mugatsia) e Ziki (Sheila Munyiva), que se conhecem quando os pais concorrem por uma cadeira na Assembleia do condado. Da amizade surge uma paixão entre as duas, que precisam desafiar as leis que criminalizam a relação homossexual no Quênia.

Me Chame Pelo Seu Nome (2018)

As férias de Elio não serão mais as mesmas após a chegada de Oliver.As férias de Elio não serão mais as mesmas após a chegada de Oliver.Fonte:  Warner Bros. Pictures/Reprodução 

Na bucólica Itália dos anos 1980, o jovem Elio (Timothée Chalamet) está curtindo mais um verão preguiçoso. As férias viram de cabeça para baixo com a chegada de Oliver (Armie Hammer), um acadêmico mais velho que vai ajudar na pesquisa do pai do garoto.

A dupla passa a viver um romance que desperta diversos sentimentos no jovem de 17 anos. O longa, dirigido por Luca Guadagnino, foi vencedor do Oscar de Melhor Roteiro Adaptado.

Rocketman (2019)

A história de Elton John contada através de suas músicas.A história de Elton John contada através de suas músicas.Fonte:  Paramount Pictures/Reprodução 

O filme acompanha a trajetória do cantor Elton John, interpretado por Taron Egerton, desde a infância até o estrelato internacional. Acompanhado das famosas músicas do artista, esse épico musical mostra as colaborações com Bernie Taupin, o período na reabilitação e os tropeços que transformaram o tímido prodígio do piano em um dos principais artistas dos últimos anos.

"(I'm Gonna) Love Me Again", uma das canções do longa, levou para casa o Oscar de Melhor Canção Original.

Tomboy (2012)

Laure assume uma nova identidade ao mudar de bairro.Laure assume uma nova identidade ao mudar de bairro.Fonte:  Canal+/Reprodução 

Laure (Zoé Héran) é uma menina de 10 anos de idade que vive na França com os pais e a irmã mais nova, Jeanne (Malonn Lévana). Quando a família se muda para um novo bairro, ela resolve explorar a vizinhança e acaba conhecendo Lisa (Jeanne Disson), que a confunde com um menino. 

A garota, que usa cabelo curto e gosta de vestir roupas mais masculinas, aceita a confusão e se apresenta como Mickaël. Assumindo uma nova identidade em segredo, Laure precisa entender certos questionamentos sobre si.

O Segredo de Brokeback Mountain (2006)

Jack e Ennie se reencontram após anos separados.Jack e Ennie se reencontram após anos separados.Fonte:  Focus Features/Reprodução 

Esse com certeza é um dos filmes mais conhecidos da temática LGBTQI+. O longa conta a história de Jack Twist (Jake Gyllenhaal) e Ennie Del Mar (Heath Ledger), que vivem uma breve e intensa paixão durante o verão em que trabalham juntos em um rancho. 

Anos depois, já casados com mulheres, eles se reencontram, e o amor parece ressurgir. Com Ang Lee na cadeira de diretor, O Segredo de Brokeback Mountain ganhou três estatuetas do Oscar, incluindo Melhor Direção e Melhor Roteiro Adaptado.

A Garota Dinamarquesa (2015)

Lili Elbe foi uma das primeiras pessoas a realizar cirurgia de readequação sexual.Lili Elbe foi uma das primeiras pessoas a se submeter a uma cirurgia de readequação sexual.Fonte:  Universal Pictures/Reprodução 

O longa conta a história real da artista dinamarquesa Lili Elbe (Eddie Redmayne), que nasceu Einar Wegener e foi uma das pioneiras na cirurgia de readequação sexual. Sua trajetória em se descobrir como mulher e seu casamento com a pintora Gerda Wegener (Alicia Vikander) são retratados na obra. O papel da esposa de Lili rendeu a Vikander o Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante.

Gostou desta cinelist? Fique de olho nas redes sociais do Telecine para acompanhar mais sobre o Manifesto do Orgulho.

Se quer conferir os filmes da lista, mas ainda não é assinante Telecine, não precisa se preocupar. A plataforma de streaming, que conta com mais de 2 mil títulos em seu catálogo, está oferecendo os primeiros 30 dias gratuitos. Aproveite.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Telecine celebra o Dia do Orgulho LGBTQI+ com cinelist especial