7 filmes que abordam o racismo e a luta pelos direitos dos negros

3 min de leitura
Imagem de: 7 filmes que abordam o racismo e a luta pelos direitos dos negros
Imagem: IMDb
Avatar do autor

O assassinato de George Floyd foi o estopim para que diversos protestos começassem a acontecer nos Estados Unidos contra o racismo. De uma ponta a outra do país, pessoas saíram às ruas para manifestar e combater a violência com os negros, mas essa é uma luta antiga e que pode ser vista também na arte.

O cinema já retratou o racismo de maneira crítica em diversos filmes, muitos deles com histórias reais, de pessoas que participaram ativamente das buscas por igualdade. Outras mídias também utilizam a arte para criticar a maneira como os negros são tratados na sociedade.

Confira sete filmes que abordam o tema em diferentes gêneros e perspectivas.

O Ódio que Você Semeia (2018)

O Ódio que Você SemeiaO Ódio que Você SemeiaFonte:  IMDb/Reprodução 

Esse é um filme diretamente relacionado com os recentes acontecimentos que despertaram as manifestações pelos EUA. Na trama, Starr Carter (Amandla Stenberg), uma garota negra da periferia, estuda em um colégio particular e predominantemente branco. Enquanto transita entre essas duas realidades, ela vê um amigo ser vítima de violência policial, o que faz com que comece a se manifestar pedindo justiça e paz para os negros.

Malcom X (1992)

Malcom XMalcom XFonte:  IMDb/Reprodução 

Spike Lee é um dos diretores negros mais influentes da atualidade. Nessa cinebiografia, ele conta a história do lendário líder afro-americano Malcom X. Após o pai ter sido morto pela Ku Klux Klan, ele vira gângster e é preso; na cadeira, converte-se ao islamismo. Ao ser solto, Malcom se torna um dos mais importantes ativistas negros dos EUA até ser assassinado em 21 de fevereiro de 1965.

Selma: Uma Luta Pela Igualdade (2014)

Selma: Uma Luta Pela IgualdadeSelma: Uma Luta Pela IgualdadeFonte:  IMDb/Reprodução 

Assim como Malcom X, Martin Luther King Jr. foi um importante ativista negro dos EUA. Um dos momentos mais emblemáticos de sua luta está registrado nesse filme, que reproduz as Marchas de Selma a Montgomery, em 1965, que resultaram na assinatura da Lei dos Direitos de Voto pelo Presidente Johnson, uma das vitórias mais significativas do movimento pelos direitos civis.

Corra! (2017)

Corra!Corra!Fonte:  IMDb/Reprodução 

Jordan Peele utiliza o terror para fazer uma aberta crítica ao racismo estrutural que existe nos EUA e pode ser visto diariamente na maneira como os brancos tratam os negros. A trama acompanha um jovem negro que, ao visitar a casa dos pais da namorada, descobre que a cor da sua pele pode custar até mesmo a sua vida.

Moonlight: Sob a Luz do Luar (2016)

Moonlight: Sob a Luz do LuarMoonlight: Sob a Luz do LuarFonte:  IMDb/Reprodução 

O filme acompanha três momentos na vida de Chiron, um negro homossexual. Começando pela infância, morando com a mãe solo, passando pela adolescência e pelas dificuldades na escola, chegando à fase adulta e mostrando as peculiaridades e dificuldades da vida de um negro nos EUA.

Ponto Cego (2018)

Ponto CegoPonto CegoFonte:  IMDb/Reprodução 

Acompanhando um negro em seus últimos dias de liberdade condicional, o filme é um bom exemplo de como abordar o racismo misturando drama e comédia, mas sempre respeitando o tema. Sem poder cometer qualquer tipo de crime, pois corre o risco de voltar à cadeia, Collin (Daveed Diggs) se vê constantemente ameaçado de ser incriminado injustamente apenas por ser negro.

Mudbound: Lágrimas Sobre o Mississippi (2017)

Mudbound: Lágrimas Sobre o MississippiMudbound: Lágrimas Sobre o MississippiFonte:  IMDb/Reprodução 

Após a Segunda Guerra Mundial, duas famílias (uma negra, os Jacksons, e a outra branca, os McAllans) são forçadas a compartilhar um pedaço de terra. O filme acompanha o dia a dia dos personagens em situações semelhantes, mas com tratamentos bem distintos, dependendo da cor da pele de cada um deles.

Veja ainda7 filmes de Hollywood que são considerados racistas

O TecMundo reprova qualquer ato de racismo e simpatiza com as causas que lutam pela igualdade de direitos para cidadãos negros, LGBTQ+, mulheres e outras minorias. Como veículo de comunicação, entendemos que é nosso dever dar visibilidade, dentro do nosso escopo editorial, a parcelas da população que, mesmo em 2020, precisam se expor e se posicionar pelo simples direito à sobrevivência. Na NZN, nossa empresa-mãe, diversidade é um dos valores institucionais, e acreditamos que é através disso que conseguimos cultivar a criatividade. A diferença deve nos unir, jamais nos separar. Vidas negras importam.

7 filmes que abordam o racismo e a luta pelos direitos dos negros