Empresa registra marcas como Popcorn Time para conter pirataria

1 min de leitura
Imagem de: Empresa registra marcas como Popcorn Time para conter pirataria
Imagem: Pixabay
Avatar do autor

Uma empresa do Havaí chamada 42 Ventures fez uma ação ousada no combate à pirataria de filmes e séries, ao menos nos Estados Unidos. Em vez de atuar por meios judiciais mais tradicionais, a companhia registrou a propriedade de marca para nomes de serviços conhecidos de download e streaming ilegal.

Segundo o site TorrentFreak, marcas conhecidas do ramo, como Popcorn Time, YTS e Terrarium foram registradas pela companhia, além do símbolo usado pelo site Showbox. A descrição é a mesma para todos os casos: "programas de computador baixáveis para o download e a transmissão de conteúdos multimídia de imagem, vídeo e áudio".

Para não deixar tão óbvio que o objetivo é apenas segurar os nomes, a empresa vai usar os registros também para promover o streaming legalizado. Eles já criaram um endereço chamado popcorntime4u para usar a marca e um canal chamado Popcorn Planet, com críticas e notícias de filmes. O conteúdo é uma parceria com Andy Signore, conhecido como o responsável pela série de vídeos Honest Trailers.

Vai dar certo?

A ação é encabeçada pelo advogado Kerry Culpepper, que já tem uma longa história de combate à pirataria nos EUA por outros meios, conseguindo acordos com sites e fechando serviços inteiros, só para ver eles retornarem mais tarde com um nome similar e um registro estrangeiro.

Recentemente, uma conta do Twitter e um perfil no Facebook relacionados ao Popcorn Time e uma de suas divisões foram suspensas recentemente por infringir marcas registradas, mas não é possível saber se a ação já é efeito da 42 Ventures.

Além disso, nem todos os casos podem ser julgados a favor do advogado. Afinal, vários desses serviços já atuam há diversos anos sob esses nomes, e o tempo de serviço sem questionamentos por parte de outra marca (e o processo aberto somente agora) podem ser insuficientes para uma condenação. Ainda assim, Culpepper deseja ao menos criar obstáculos e atrasar um pouco mais o desenvolvimento de mais plataformas de pirataria.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Empresa registra marcas como Popcorn Time para conter pirataria