Diferente das rivais, Apple TV+ cresce só 10% com a quarentena

1 min de leitura
Imagem de: Diferente das rivais, Apple TV+ cresce só 10% com a quarentena
Imagem: Clark Howard
Avatar do autor

Apesar de a Apple divulgar uma previsão de que, em 2028, seu serviço de streaming teria cerca de 95 milhões de assinantes, o Apple TV+ não mostrou um bom desempenho com a quarentena, registrando um número muito baixo de novas assinaturas.

Outros serviços como HBO, Netflix e Disney+, por outro lado, declararam que somente entre os dias 14 e 16 deste mês, já tiveram um aumento expressivo no número de assinaturas.

Diante das recomendações para que a população permaneça em casa, muitas pessoas decidiram fazer atividades que ocupem o tempo livre — como assinar serviços de streaming para ver filmesséries e documentários.

(Fonte: Olhar Digital/Reprodução)(Fonte: Olhar Digital/Reprodução)Fonte:  Olhar Digital 

No caso do Apple TV+, a plataforma teve um crescimento de 10% - uma alta, mas muito abaixo das rivais. O Disney+, por sua vez, registrou um aumento de 300% de assinaturas. A HBO vem logo em seguida, com 90%. A Netflix também se beneficiou com novas assinaturas, registrando um aumento de 47%.

Considerando esses números, as novas assinaturas no Apple TV+ estão muito abaixo da média. Segundo o site Phonearena, o catálogo limitado pode ter sido uma das razões para que o serviço de streaming tenha sido deixado de lado.

Além disso, o Apple TV+ ainda não tem produções de grande sucesso, como Stranger Things ou Game of Thrones, enquanto as apostas da plataforma sofrem com atrasos e com a baixa receptividade pelo público e pela crítica.

Ligando os pontos, parece que a reputação desse serviço está em queda. No entanto, vale destacar que o Apple TV+ concede 6 meses de uso gratuito a cada nova ativação de um produto da marca. Assim, não dá para determinar com precisão se o interesse público realmente diminuiu ou se potenciais assinantes já estão utilizando o serviço gratuitamente.

Diferente das rivais, Apple TV+ cresce só 10% com a quarentena