Canais de streaming têm prejuízo de US$ 9 bi com senhas compartilhadas

1 min de leitura
Imagem de: Canais de streaming têm prejuízo de US$ 9 bi com senhas compartilhadas
Avatar do autor

Em 2014, o ex-CEO da HBO Richard Plepler (recém-contratado pela Apple TV+) disse que o canal via o compartilhamento de senhas como um "excelente veículo de marketing para a próxima geração de espectadores". Essa também era a opinião do cofundador e CEO da Netflix, Reed Hastings. Pois em 2019, as empresas de streaming perderam cerca de US $ 9,1 bilhões em compartilhamento de senhas e pirataria.

Segundo a empresa de pesquisas Parks Associates, se não houver mudanças a sangria tende a chegar a US$ 12,5 bilhões em 2024.  Os grandes canais de streaming, porém, não parecem preocupados com a prática (mas reprimem a venda ilegal de senhas).

“Há uma mudança cultural particularmente entre os jovens, em que compartilhar coisas com pessoas que você conhece é uma atitude que impacta a maneira como eles consomem muitas coisas, não apenas TV e filmes”, diz Jon Giegengack, diretor da Hub Entertainment Research, empresa que também pesquisou o fenômeno.

(Fonte: MediaPost/Reprodução)

Segundo o trabalho, 31% de todos os consumidores dizem que deram uma de suas senhas de serviço de streaming a alguém que não mora com eles. No entanto, entre 13 e 24 anos, 64% deram uma senha, em comparação com apenas 16% dos consumidores com 35 anos ou mais.

Resolver o problema não é simples – e talvez por isso os canais de streaming ajam como se dividir senhas não seja assim tão preocupante, já que parece inevitável (e, parece, motivo de piada).

Maneiras amigáveis de burlar as regras

A solução? A campeã em senhas divididas Netflix, por exemplo, que está pensando em "maneiras amigáveis de como o consumidor pode passar dos limites do [compartilhamento de senhas]", disse, o diretor de Produtos Greg Peters em outubro passado.

tecnologia pode, por outro lado, não ser tão amável: um novo software que está chegando ao mercado permite identificar quem compartilha suas senhas. Não se sabe se ele será adotado pelos canais de streaming para resolver uma prática da idade dos canais (o vídeo abaixo tem sete anos):

Canais de streaming têm prejuízo de US$ 9 bi com senhas compartilhadas