Justiça do RJ manda remover especial de Natal do Porta dos Fundos

1 min de leitura
Imagem de: Justiça do RJ manda remover especial de Natal do Porta dos Fundos
Avatar do autor

O especial de Natal do grupo Porta dos Fundos intitulado “A Primeira Tentação de Cristo” recebeu muitos holofotes desde a sua estreia em dezembro na Netflix, tanto pela abordagem ousada e satírica de temas religiosos quanto pelas reações das pessoas. Diante de tamanha polêmica, o Tribunal Regional do Rio de Janeiro ordenou que a Netflix tirasse o especial do ar — que polemizou colocando Cristo como homem gay, além de mostrar um triângulo amoroso entre Deus, Maria e José.

(Fonte: UOL/Reprodução)

Segundo a UOL, a decisão foi do desembargador Benedicto Abicair, da sexta Câmara Cível do TJ-RJ, a pedido da Associação Centro Dom Bosco de Fé e Cultura — entidade conservadora católica. Abicair justificou que tal medida era necessária para “acalmar os ânimos”, declarando inclusive que aquilo seria "mais adequado e benéfico, não só para a comunidade cristã, mas para a sociedade brasileira, majoritariamente cristã, até que se julgue o mérito do agravo".

Na véspera de Natal, a sede do grupo sofreu um atentado terrorista em Humaitá, zona sul do Rio. Cinco neofascistas atacaram o local com coquetéis molotov, mas a polícia conseguiu identificar apenas um deles pelas imagens das câmeras. Eduardo Fauzi, empresário e economista, se refugiou na Rússia. Sua prisão foi decretada provisoriamente e o país pode prendê-lo a qualquer momento. Os demais suspeitos estão sendo procurados.

(Fonte: Correio do Estado/Reprodução)

O Ministério Público apoiou a decisão proferida pelo desembargador e deferiu a liminar. Abicair esclareceu que apoiava debates sobre temas como religião, desde que respeitados o bom senso e a educação. De acordo com sua opinião, no entanto, o filme representava um “abuso do direito de liberdade de expressão”.

A assessoria do Porta dos Fundos declarou que não foi notificada sobre a decisão e a Netflix, contatada pela UOL, decidiu não comentar sobre o assunto. O especial de Natal permanece disponível na plataforma.

Cupons de desconto TecMundo:

Fontes

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Justiça do RJ manda remover especial de Natal do Porta dos Fundos