As 10 melhores séries de sci-fi e fantasia de 2019

4 min de leitura
Imagem de: As 10 melhores séries de sci-fi e fantasia de 2019
Avatar do autor

O ano de 2019 foi generoso para os fãs de ficção especulativa. Além do retorno de diversas séries de ficção científica e fantasia, houve também um considerável número de estreias. Foram remakes, adaptações de clássicos da literatura, além de obras originais, que se aventuram por universos distantes, reinos mágicos e realidades distintas. Se você gosta dos gêneros e quer saber o que foi lançado de melhor este ano, basta acompanhar a lista que preparamos e dar início à maratona.

The Twilight Zone (CBS All Access)

(Fonte: IMDb/Reprodução)
(Fonte: IMDb/Reprodução)

The Twilight Zone foi uma das séries mais importantes para a ficção científica. Além de ajudar a popularizar o gênero, ela apresentou inúmeros momentos icônicos, que são reproduzidos por outras produções até hoje. Este ano, a CBS decidiu lançar um remake, que conta com Jordan Peele como apresentador das histórias (assumindo o papel de Rod Serling, na série original). Os episódios, além de atualizarem muito bem a narrativa para o século 21, também conseguiram manter o mesmo tom de tensão e desconforto, que sempre caracterizaram The Twilight Zone.

Belas Maldições (Amazon Prime)

(Fonte: IMDb/Reprodução)
(Fonte: IMDb/Reprodução)

Adaptando um livro escrito por dois dos mais relevantes autores ingleses de fantasia, Terry Pratchett e Neil Gaiman, Belas Maldições é uma minissérie em seis capítulos, lançada pela Amazon Prime. A trama acompanha um anjo e um demônio que perderam o anticristo e agora correm contra o tempo para evitar o fim do mundo. Mantendo o humor característico dos dois autores, a série é uma excelente opção para quem não costuma assistir (ou ler) obras de fantasia, pois aborda os temas de maneira muito natural e divertida.

Love, Death & Robots (Netflix)

(Fonte: IMDb/Reprodução)
(Fonte: IMDb/Reprodução)

Com episódios que abraçam ambos os gêneros, Love, Death & Robots foi uma série que chegou sem muita divulgação, mas se mostrou muito interessante, com diferentes temáticas e estilos de animação. Esta é uma opção que deve agradar um público maior, mesmo que algumas pessoas não se interessem por todos os episódios. Ela vai do sci-fi clássico de invasão alienígena, à fantasia baseada no folclore chinês. E entre essas narrativas, você irá encontrar histórias de vampiros, lobisomens, robôs e até um iogurte tirano.

His Dark Materials: Fronteiras do Universo (HBO)

(Fonte: IMDb/Reprodução)
(Fonte: IMDb/Reprodução)

Philip Pullman é um dos maiores escritores de fantasia infanto juvenil, por isso, a adaptação da trilogia His Dark Materials tenha gerado tanto interesse. A série é uma co-produção da HBO com a BBC e vem se mostrando um verdadeiro presente aos fãs dos livros. A produção conta com uma belíssima reconstrução de cenários e os personagens são bem construídos e carismático, o que deixa a experiência de acompanhá-los ainda mais agradável. Tudo isso, ao mesmo tempo que diversas discussões sobre religião e poder são levantadas conduzem a narrativa.

Undone (Amazon Prime)

(Fonte: IMDb/Reprodução)
(Fonte: IMDb/Reprodução)

Undone é uma série para quem gosta de histórias que fazem questionar a realidade. Por isso, fãs de Philip K. Dick podem ter aqui uma excelente opção. A trama acompanha uma mulher que descobre conseguir viajar no tempo, após ter sofrido um acidente de carro e entrar em coma. Mas nada é tão óbvio quanto parece, e não saber se estamos vendo apenas um delírio da sua mente, ou se ela realmente consegue ultrapassar a barreiras do tempo é o principal mérito da série.

For All Mankind (Apple TV+)

(Fonte: IMDb/Reprodução)
(Fonte: IMDb/Reprodução)

Para fãs de ficção espacial, For All Mankind se mostrou uma opção interessante. A premissa da série mostra uma versão alternativa da corrida espacial, com a URSS pousando primeiro na Lua. Sem ter percebido como os russos estavam tão avançados, a produção irá mostrar como os EUA poderiam lidar com uma derrota, não apenas do nosso satélite natural, mas também da incapacidade da inteligência de acompanhar o que se passava na rival comunista. A série não ignora a presença de cientistas e astronautas reais, e também busca mostrar o papel que diversas mulheres tiveram para o programa espacial dos EUA.

The Mandalorian (Disney+)

(Fonte: IMDb/Reprodução)
(Fonte: IMDb/Reprodução)

Os fãs de Star Wars podem celebrar, este ano, além do capítulo final da saga Skywalker, também trouxe a primeira série live action canônica do universo criado por George Lucas. The Mandalorian tem tudo o que o universo de Star Wars criou, mas, ao mesmo tempo traz novidades muito bem-vindas. Além de expandir a mitologia dos mandalorianos, a produção apresenta um canto pouco conhecido da galáxia, enquanto nos presenteia com referências às obras clássicas, além de uma “versão baby” do Yoda, que é extremamente amável.

Carnival Row (Amazon Prime)

(Fonte: IMDb/Reprodução)
(Fonte: IMDb/Reprodução)

Em um mundo onde seres humanos precisam conviver com criaturas mitológicas, um humano e uma fada desenvolvem um relacionamento. A trama de Carnival Row pode soar um pouco confusa, mas é interessante ver como ela investe no próprio universo, deixando aquela realidade vitoriana cada vez maior e mais rica. Há ainda espaço para debater questões sociais e raciais, mas sem que isso roube a cena da narrativa principal.

Primal (Adult Swin)

(Fonte: IMDb/Reprodução)
(Fonte: IMDb/Reprodução)

Genndy Tartakovsky é o criador de alguns clássicos do Cartoon Network, como O Laboratório de Dexter e Samurai Jack. Além disso, ele foi responsável por uma versão de Star Wars: Clone Wars muito elogiada. Este ano, o animador lançou seu novo trabalho, Primal, uma série que se passa em um passado longínquo, com um homem das cavernas e seu fiel amigo tiranossauro rex. Com um visual pesado, com sangue para todos os lados, a animação é uma opção interessante para quem procura por algo voltado para o público adulto.

O Cristal Encantado: A Era da Resistência (Netflix)

(Fonte: IMDb/Reprodução)
(Fonte: IMDb/Reprodução)

Uma das obras de fantasia mais amadas da década de 1980, ganhou este prelúdio, que mistura animação com fantoches e conta com um riquíssimo design de produção e um elenco de peso. O Cristal Encantado: A Era da Resistência é uma série para quem gosta de fantasia clássica, com intrigas políticas, diferentes raças e muita magia. Há também momentos de muita tensão, em situações mais soturnas e até mesmo violentas. Não apenas uma bela homenagem para um icônico filme, mas também um presente para fãs de narrativas fantásticas.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
As 10 melhores séries de sci-fi e fantasia de 2019