Homem se passa por executivo da Netflix e arrecada US$ 14 milhões

1 min de leitura
Imagem de: Homem se passa por executivo da Netflix e arrecada US$ 14 milhões
Avatar do autor

Um homem que se passava por produtor de filmes para a Netflix conseguiu arrecadar US$ 14 milhões junto a investidores da China e da Coreia do Sul, quantia que acabou sendo usada para comprar uma mansão em Los Angeles. De acordo com a Variety, ele foi preso em agosto passado e pode pegar até 20 anos de prisão.

Segundo o FBI, o trapaceiro Adam Joiner, de 41 anos de idade, forjava documentos e assinaturas para se apresentar como um executivo de alto nível do serviço de streaming. Ele procurou vários grupos de investimentos estrangeiros em busca de patrocínio para um suposto projeto de filme, que tinha até nome: Legends.

O californiano enganou investidores se passando por executivo da Netflix. (Fonte: Pixabay)

Para que o golpe se parecesse ainda mais real e não despertasse nenhuma desconfiança dos investidores procurados, Joiner foi além e chegou a fundar uma falsa empresa de produção cinematográfica chamada Dark Planet Pictures. Diante disso, dois grupos de investidores resolveram apoiar a suposta empreitada do golpista.

Sediada na Coreia do Sul, a companhia Korea Investment Global Contents Fund investiu US$ 8 milhões, enquanto as chinesas PGA Yungpark e Star Century Pictures colaboraram com um total de US$ 6 milhões, conforme as autoridades americanas.

Sem filmes para a Netflix

Enquanto os investidores asiáticos esperavam a produção do suposto filme, Adam usou parte da grana arrecadada de maneira ilegal para comprar uma casa em Manhattan Beach, na região de Los Angeles, por US$ 5,2 milhões. Já o restante do dinheiro foi transferido para uma conta bancária que pode ter relação com outro filme que ele alegava produzir.

Preso em agosto, o californiano confessou a fraude perante um juiz da Suprema Corte dos Estados Unidos, na semana passada, conforme a Variety. O julgamento de Joiner está marcado para o dia 6 de março de 2020 e ele pode pegar uma pena de até 20 anos de detenção, se for condenado.

Cupons de desconto TecMundo:

Fontes

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Homem se passa por executivo da Netflix e arrecada US$ 14 milhões