CoD Modern Warfare: falamos com Barry Sloane, o novo Cap Price

4 min de leitura
Imagem de: CoD Modern Warfare: falamos com Barry Sloane, o novo Cap Price
Avatar do autor

A Activision e a Infinity Ward resolveram mudar as coisas na hora de fazer a nova versão de Call of Duty: Modern Warfare, começando pela forma como seus personagens seriam interpretados. Um novo ator, Barry Sloan, foi escolhido para viver o Cap Price no jogo e o Tecmundo e Voxel tiveram a oportunidade de conversar com ele sobre a experiência de viver um dos personagens mais icônicos de toda a franquia.

Barry Sloane é um ator nascido em Liverpool e que tem uma carreira mais focada em produções para TV, como as séries Revenge, Shameless, Hollyoaks, entre outras. O ator de 28 anos esteve presente em um evento organizado pela Activision em Londres e conversamos com ele sobre o fato de ele ser fã de Call of Duty.

Tiros, testes e um pouco de futebol

Sloane revelou que começou os testes para o papel de Capitão Price no novo Modern Warfare em 2018, sendo que ele não fazia ideia de qual jogo seria, apenas que era um título AAA de guerra. Considerando os atuais jogos do gênero são Call of Duty e Battlefield, ele conseguiu ter uma noção do que poderia ser.

Fonte: Activision/Divulgação

O ator revelou que seu primeiro teste era cheio de frases de efeito e que passavam várias emoções para que o diretor do game pudesse saber o seu alcance de atuação. Ele descobriu que não só estava fazendo teste para um novo Call of Duty, mas também para interpretar o Capitão Price quando o diretor de narrativa do jogo, Taylor Kurosaki, lhe entregou um papel antes da leitura de uma página do roteiro com “É o Capitão Price”.

“Eles provavelmente já tinham gostado de mim, mas eu vi o papel e mudei o jeito de falar para ficar mais próximo de Billy Murray (ator que interpretou anteriormente o personagem). Deve ter ficado esquisito, mas eu ganhei o papel mesmo assim”, comentou Sloane.

Ao contrário do que aconteceu em outros títulos, Call of Duty: Modern Warfare não teve apenas a gravação da voz de um ator, mas também dos movimentos deles. Sloane comentou que no começo achou um pouco esquisito porque a roupa de captura de movimentos “não deixa muito para a imaginação, então você chega até a andar meio estranho”, mas que com o tempo acaba ignorando completamente a roupa e se entregando ao personagem.

Fonte: Activision/Reprodução

Sloane disse que teve bastante liberdade em improvisar na sua atuação como Capitão Price, seja através dos seus movimentos ou até mesmo em algumas falas. Como o processo de captura também escaneava o rosto dos atores, isso dava uma brecha para que a criação pudesse ser mais colaborativa durante as gravações.

Em dado momento, o ator disse que todo o processo lembrou bastante uma produção teatral, já que você precisa atuar muito mais com o seu corpo, mas também algo muito mais intimista, graças à câmera de captura de expressões faciais, que ficava logo na frente de sua cabeça. Ele lembrou que, por causa do ritmo das gravações e do processo, os atores não podem “desligar” de seus personagens, precisando estar sempre prontos.

Fonte: History Channe/Divulgação

Como o processo dessa vez necessitava do auxílio de consultores ex-Navy SEALS para capturar posições táticas, os atores precisavam passar por um treinamento para saber como segurar uma arma, mas isso acabou sendo bastante fácil para Barry Sloane. Isso porque, há alguns anos, ele participou da série de TV Six, que contava a vida de operadores do SEAL Team Six.

Por uma coincidência do destino, não só Sloane já havia passado pelo treinamento por causa da série, como os ex-Navy SEALS que trabalham como consultores da Infinity Ward, Steve Sanders e Mitch Hall, trabalharam com ele na preparação para o seriado de TV.

Barry Sloane em Six (Fonte: History Channel/Divulgação)

Dessa forma, o ator disse que se sentiu não só mais preparado fisicamente para o papel de Capitão Price, mas que isso ajudou na forma como ele atuava, já que os outros atores tiveram que passar pelo treinamento, enquanto ele já estava mais preparado, assim como o próprio personagem.

Para Sloane, toda a gravação e sua participação em Modern Warfare foi algo que não só serviu como uma ótima oportunidade como ator, mas também como fã, já que jogou Call of Duty desde o primeiro Modern Warfare. Claro que isso podia ser só papo do ator, mas ele depois revelou passar bastante tempo durante gravações ou em casa jogando Football Manager.

Ele comentou ser bastante fã da franquia e que se um dia unissem completamente ele com um título como FIFA, provavelmente perderia sua vida jogando aquilo.

No final, o bate papo deixou claro que o Capitão Price está em boas mãos. O ator não só parece ter entregado uma atuação de qualidade, mas se entregou ainda mais por ser fã dos jogos, que segundo ele mesmo, é uma oportunidade de o jogador viver um grande blockbuster de Hollywood. “E quem é que não quer viver algo assim?”

CoD Modern Warfare: falamos com Barry Sloane, o novo Cap Price via Voxel

Cupons de desconto TecMundo:

Fontes

Comentários

Conteúdo disponível somente online
CoD Modern Warfare: falamos com Barry Sloane, o novo Cap Price