Mario Kart Tour tem sistema de monetização que incomoda fãs

2 min de leitura
Imagem de:  Mario Kart Tour tem sistema de monetização que incomoda fãs
Avatar do autor

Mario Kart Tour finalmente chegou para dispositivos móveis e o trabalho, aparentemente, foi muito bem feito. O game é gratuito e, assim como muitos aplicativos grátis para Android e iOS, conta com mecânicas de monetização bastante presentes durante a jogatina, que podem ser um tanto desagradáveis.

Loot Boxes, skins, carros, uma espécie de passe de temporada e moedas compradas por dinheiro real. Essas são uma das opções inseridas no game para torná-lo rentável. Ao baixar o Mario Kart Tour e começar a jogar, o jogador é apresentado com o sistema de loot box para sortear o primeiro personagem que irá utilizar como piloto. Cada um dos pilotos conta com habilidades, carros e asa-deltas específicas que podem ser adquiridos nessas caixas surpresa.

Eventos de tempo limitado mudam as chances de prêmios da loot box de Mário Kart Tour, aqui batizada de “puxar o cano”. As caixas podem ser adquiridas com rubis, a moeda virtual adquirida em pacotes com dinheiro real.

Ademais, para o passe de temporada, aqui batizado como “Gold Pass”, há uma série de benefícios — incluindo um modo de jogo exclusivo. Os players que optarem pelo programa terão que desembolsar US$ 4.99 por mês e terão acesso a distintivos exclusivos, rubis e o conhecido modo 200cc, mais rápido e mais difícil de Mario Kart.

Por fim, há também a oferta temporária especial que inclui um mapa inspirado em Nova Iorque. Espera-se que essa oferta mude entre todos as pistas inspiradas em locais reais. Com a oferta — de todas a mais cara (US$19) — jogadores receberão 45 rubis (10 loot boxes) e o personagem Mario.

Para os pacotes de rubis, temos:

  • 3 rubis por US$ 1.99;
  • 10 rubis por US$ 5.99;
  • 23 rubis por US$ 12.99;
  • 48 rubis por US$ 26.99;
  • 93 rubis por US$ 49.99;
  • 135 rubis por US$ 69.99.

Recepção do público

Com essas inúmeras ferramentas de monetização, a chegada de Mario Kart Tour teve recepção mista entre os fãs. As reações no Twitter reclamam principalmente pelo excesso de ferramentas e como isso ofusca o brilho do game que, por sinal, consegue reproduzir com fidelidade a gameplay de Mario Kart dos consoles.

Usuários também pontuam que o Gold Pass não vale tanto a pena para quem pretende contratar o Apple Arcade, visto que o plano da Apple custará o mesmo valor e oferecerá inúmeros games sem qualquer propaganda. Ademais, Fortnite, referência quando falamos de games free-to-play, consegue atrair seus jogadores sem tirar o prazer de jogar. Exemplos mais confortáveis como esse acabam deixando um sabor ainda mais amargo na boca dos fãs de Mario.

Mario Kart Tour já está disponível para download no Android e no iOS. Apesar desses incômodos, vale a pena conferir o título e se deliciar com as corridinhas.

Cupons de desconto TecMundo:

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Mario Kart Tour tem sistema de monetização que incomoda fãs