Coringa é elogiado após exibição em festival: comentários da crítica

3 min de leitura
Imagem de: Coringa é elogiado após exibição em festival: comentários da crítica
Avatar do autor

O novo filme do roteirista e diretor Todd Phillips, Coringa, estreou oficialmente no último sábado (31) no Festival de Veneza 2019 e conta a origem do maior inimigo do Batman. O longa, estrelado por Joaquin Phoenix, foi recebido majoritariamente com reações positivas, tendo sido ovacionado após a exibição, e já apresenta uma nota alta no Rotten Tomatoes, aumentando as expectativas acerca das premiações futuras e de um espaço no Oscar 2020.

De acordo com a Variety, o ator principal e o diretor Todd Phillips receberam 8 minutos de palmas ao fim da exibição do filme no festival. Logo após a estreia, a pontuação para os críticos do Rotten Tomatoes para Coringa foi revelada, tendo alcançado 85% do score. A obra foi elogiada pela visão nova e magistral do personagem em sua primeira história de origem.

No perfil do website no Twitter, os elogios são claros: "Coringa dá ao infame personagem uma história de origem assustadoramente plausível, que serve como uma vitrine brilhante para Joaquin Phoenix — e uma evolução sombria para o cinema inspirado em quadrinhos". Atualmente, existem apenas 22 críticas na pontuação, o que pode aumentar ou diminuir à medida que a data de lançamento do filme se aproxima.

O drama traz uma história original e independente do vilão icônico. O filme explora a vida de Arthur Fleck, vivido por Phoenix, um comediante falido, desconsiderado pela sociedade e assombrado por seus próprios demônios interiores. Embora não siga estritamente as regras de um filme baseado em quadrinhos e não tenha sido adaptado de nenhuma história específica, a obra traz uma história profunda e perturbadora sobre a transformação de um homem em um vilão.

Coringa (Fonte: Combo Infinito/Reprodução)
(Fonte: Combo Infinito/Reprodução)

Uma verdadeira obra-prima

Muitos dos tópicos intrigantes do filme já haviam sido abordados no trailer final de Coringa, lançado poucos dias antes da estreia no Festival de Veneza, mas até então não se conhecia o produto final e como seria recebido. As primeiras reações daqueles que assistiram à exibição de estreia, no entanto, já colocam Coringa como uma verdadeira obra-prima com um tom sombrio, brutal e surpreendente. Para Justin Chang, do Los Angeles Times, é uma história sombria e psicologicamente plausível, como "uma visão da sociopatia dos desenhos animados em carne e osso".

Phoenix foi extremamente elogiado, e os críticos destacaram seu compromisso e sua dedicação com o papel e os detalhes cuidadosamente inseridos pelo ator para tornar Arthur o mais completo possível. Seu desempenho como Coringa foi tão surpreendente que muitos afirmam que o ator deveria concorrer a um prêmio na temporada do Oscar. Para o The Hollywood Reporter, Coringa é o filme de Phoenix e "ele o habita com uma insanidade por vezes lamentável e temível em uma performance que não é motivo de riso".

O trabalho do ator também foi elogiado quanto às mudanças físicas que sofreu para o papel, tendo perdido muito peso para viver o personagem. Segundo a Empire, "sua fisicalidade é precisa". Para muitos, não é possível falar sobre o personagem sem fazer referência ao desempenho do Coringa de Heath Ledger em O Cavaleiro das Trevas; no entanto, o personagem de Phoenix excede. Segundo a Empire, "esse é um Coringa que nunca vimos, em muitos aspectos — não é o Coringa, é Arthur". Ainda conforme crítica publicada na Forbes, essa versão é "um retrato que corresponde e potencialmente excede o do Príncipe do Crime".

Muitos elogios também foram feitos a Phillips e à equipe de produção, que criaram um filme totalmente satisfatório e que traz um ar perturbador enfatizado pela paleta de cores e fotografia como forma de expressar a tristeza da história.

Além de Phoenix, a obra é estrelada por Zazie Beetz, Robert De Niro, Brett Cullen, Frances Conroy, Marc Maron, Douglas Hodge, Josh Pais, Shea Whigham e Glenn Fleshler. O filme chega aos cinemas brasileiros em 3 de outubro.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Coringa é elogiado após exibição em festival: comentários da crítica