Racismo em Hollywood revolta Donald Trump

1 min de leitura
Imagem de: Racismo em Hollywood revolta Donald Trump
Avatar do autor

Em declaração feita pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, o racismo encontra-se cada vez mais instalado nas produções cinematrográficas "hollywoodianas". O republicano afirma que a linguagem, temas e personagens selecionados para as gravações, demonstra de forma explícita o racismo aplicado aos conservadores.

Ainda de acordo com suas declarações, Trump concretiza suas acusações sobre o "desserviço" feito por Hollywood, com a polêmica apresentada em "The Hunt", filme de Blumhouse, onde turistas de elite praticam caça aos brancos por esporte. Além do presidente, canais conservadores como Fox News, geraram uma grande repercussão negativa sobre o longa metragem.

Em resposta a uma pergunta sobre o Twitter, o chefe da Casa Branca acredita que o ponto de vista de conservadores não está mais sendo levado em consideração, ou até, está se tornando motivo de sátiras, sendo tratado de maneira injusta.

"Nós vamos ser muito duros com eles", é o que afirma sobre Hollywood e os seus grandes estúdios.

Mas as suas declarações polêmicas sobre o assunto não param por aí. Após os seus comentários sobre o tiroteio de El Paso, ocorrido no sábado (4), o atirador deixou um claro manifesto dizendo que agia em resposta à "invasão hispânica do Texas". Tudo ocorreu semanas após o presidente sugerir que congressistas não-brancas democratas voltassem aos seus países de origem.

Como forma de defesa, o presidente acusa políticos e ativistas que apoiem ideais diferentes dos seus. Spike Lee, Tavis Smiley, e até mesmo o canal ABC, são alguns alvos de suas acusações. Para Trump, a suposta censura aos conservadores em plataformas de tecnologia também faz parte da discriminação ´dos meios de comunicação. "Eles tratam conservadores - republicanos - totalmente diferentes do que eles tratam os outros, e eles não podem fazer isso", manifesta.

Fontes

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Racismo em Hollywood revolta Donald Trump