Android (não oficial) para Switch deve ser lançado na segunda (29)

1 min de leitura
Imagem de: Android (não oficial) para Switch deve ser lançado na segunda (29)
Avatar do autor

Já sabemos há algum tempo que o grupo de desenvolvedores conhecido como switchroot vem criando uma maneira de rodar o Android no Nintendo Switch. Ao que parece, a ROM, baseada no LineageOS 15.1 — que, por sua vez, vem do Android 8.1 Oreo — está bem próxima de ser disponibilizada para todo mundo. Estariam faltando apenas as publicações dos links para download, o que deve acontecer nos próximos dias.

O principal avanço dos programadores foi encontrar uma forma de reduzir ao máximo o número de etapas no processo de instalação — e eles conseguiram. Resumidamente, basta gravar uma imagem do programa no cartão microSD, juntamente com arquivos zip GApps e inicializar com o Hekate, um carregador de boot personalizado. O Hekate é usado para inicializar o TWRP, pré-instalado nas imagens, para exibir os arquivos. Depois disso, é só reiniciar o Android.

switch androidFonte: Android Police/Reprodução

Isso tudo vai permitir que a emulação aconteça direto no microSD, sem que ela entre efetivamente no sistema do Switch. A importância dessa “distância” com o núcleo do videogame é que, desta forma, fica mais difícil a Nintendo baixar uma instalação para acabar com essa festa ou penalizar os usuários que rodarem o Android no console.

Maior parte das funcionalidades está operando bem

Segundo o fórum do XDA Developers, o Android vem rodando bem, inclusive com os apps da Netflix e do SpotifyTwitch e YouTube. O emulador DraStic também conseguiu executar bem os games de Nintendo DS e Super NES, inclusive com os joycons funcionando bem.

Há também uma imagem de instalação que permite enganar os aplicativos da NVIDIA e fazê-los pensar que o Switch é a NVIDIA Shield TV, dando acesso ao streaming de jogos da empresa — inclusive com a compatibilidade para dispositivos bloqueados.

switch androidFonte: XDA Developers/Reprodução

O áudio, segundo os desenvolvedores, não apresenta mais problemas e o aparelho pode ser usado tanto no modo móvel quando no dock. As maiores limitações, por enquanto, são a vida útil da bateria, que parece diminuir. A rotação automática trava, a tela não desliga no encaixe, o estado de carregamento não é detectado (mesmo com o cabo conectado) e a painel sensível ao toque, assim como a comunicação com os joycons, pode apresentar alguns bugs.

Tudo isso deve ser ajustado com o tempo e previsão é de que o software seja liberado na segunda-feira (29), caso não aconteça nenhum imprevisto. Vale lembrar que nada disso tem a bênção da Nintendo.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Android (não oficial) para Switch deve ser lançado na segunda (29)