Imagem de: Sandman da Netflix será baseado em “Prelúdios e Noturnos” com 11 episódios

Sandman da Netflix será baseado em “Prelúdios e Noturnos” com 11 episódios

2 min de leitura
Avatar do autor

Quem conhece Neil Gaiman sabe que sua grande obra é Sandman. A melhor história seriada de todos os tempos foi a primeira HQ a chegar ao topo dos livros mais vendidos do The New York Times e faturou inúmeros prêmios. A saga de Morpheus teve vários projetos para adaptações e nenhum vingou, até que, neste início de semana, o próprio autor confirmou a produção da Netflix e deu mais detalhes a respeito.

Gaiman usou o Twitter para confirmar a parceria com a Netflix, que, segundo fontes de bastidores, superou propostas de estúdios concorrentes e da própria Warner, pois estaria disposta a desembolsar a maior quantia já gasta em quaisquer de suas séries originais — o que é muito interessante, visto que serão necessários efeitos especiais, atores protagonistas e coadjuvantes de alto nível, tudo com cenário e figurino bem resolvidos para diferentes épocas da trama.

Serão 11 episódios na primeira temporada e grande parte será inspirada em “Prelúdios e Noturnos”, que mostra Morpheus, o Mestre dos Sonhos, recuperando o Sonhar e suas ferramentas após ficar 75 anos preso, quando foi confundido com sua irmã Morte em um ritual de bruxos modernos. 

sandmanFonte: DC Comics/Vertigo/Reprodução

Isso por si só é uma excelente notícia, já que o arco estabelece bem vários dos principais temas e personagens que serão explorados no futuro. E Gaiman assegurou que não será uma "versão Netflix" de Sandman: "estamos produzindo Sandman, não reinventando".

Nenhum capítulo foi escrito ainda

Os roteiros devem ser coescritos por Gaiman e David Goyer, que, apesar de ter cometido coisas como o Demolidor de Ben Affleck e o Motoqueiro Fantasma de Nicholas Cage, acertou bastante em Cidade das Sombras, Blade: Trinity e Batman: O Cavaleiros das Trevas, ao lado de Christopher Nolan.

O showrunner será Allan Heinberg, que vem do mercado de super-heróis nos quadrinhos e teve uma ótima passagem como roteirista da Marvel Comics em Young Avengers. Ele foi um dos escritores do filme da Mulher-Maravilha em 2017.

sandmanFonte: DC Comics/Vertigo/Reprodução

Segundo Gaiman, o texto de Joseph Gordon-Levitt, que estava envolvido na última tentativa de adaptação, em forma de longa-metragem, foi descartado e nenhum capítulo ainda foi escrito. Portanto, a produção está em um estágio bem inicial, sem previsão para começo de filmagens.

Vertigo na Netflix?  

Sandman é, com certeza, a série mais icônica do selo adulto da DC Comics, o Vertigo, que infelizmente encerrou as atividades na semana passada. E a trajetória de Morpheus sempre contou com aparições de vários outros personagens da editora, seja do tradicional universo heróico ou de seu lado mais sombrio.

Muita gente não sabe, mas Lucifer Morningstar só deixou o Inferno para abrir um piano-bar em Los Angeles (como na série Lucifer) porque isso foi uma consequência direta de sua batalha contra Sandman.

sandmanSandman serrando as asas de Lucifer. Fonte: DC Comics/Vertigo/Reprodução

 E quem já levou o Mestre dos Sonhos para as acomodações dos demônios foi John Constantine. Sem contar as interações que já houveram com o Monstro do Pântano, Vingador Fantasma e o Espectro.

sandmanSandman e John Constantine. Fonte: DC Comics/Vertigo/Reprodução

Todos esses personagens já apareceram na TV pela Fox, NBC, CW e DC Universe. Estaríamos vendo a Vertigo ganhando uma sobrevida com, seu universo representado na TV? Olha, seria legal ver o Lucifer de Tom Ellis, o Constantine de Matt Ryan e o Alec Holland de Andy Bean juntos em Sandman, hein.

Por enquanto, não custa sonhar, e deveremos saber mais sobre o projeto muito em breve. Fiquem ligados para saber mais.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Sandman da Netflix será baseado em “Prelúdios e Noturnos” com 11 episódios