A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood manteve as regras de elegibilidade para os filmes que concorrem à premiação do Oscar. Nesta quarta-feira (24), os 54 membros do conselho da Academia votaram pela manutenção da “regra 2”, que exige que os longas-metragens sejam exibidos por pelo menos 1 semana em uma sala de cinema de Los Angeles.

De acordo com a Academia, filmes distribuídos por serviços de streaming, lançados no mesmo dia ou após a exibição “de qualificação” nos cinemas, permanecem elegíveis ao Oscar. Essa é uma vitória para a Netflix e outras plataformas de distribuição online pelo reconhecimento de suas produções pela Academia.

Nos últimos anos, cineastas consagrados criticaram duramente as indicações de obras de canais de streaming, como o recente "Roma". Steven Spielberg, por exemplo, falou abertamente que longas da Netflix deveriam, no máximo, ser qualificados como filmes para TV e concorrer ao Emmy, mas não ao Oscar.

oscarFonte: Oscar

Ao comunicar que manteve a “regra 2” de elegibilidade ao Oscar, a Academia informou que “planeja estudar melhor as profundas mudanças que ocorrem na indústria e continuar as discussões com nossos membros sobre essas questões”.

Modificações na premiação

A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas apresentou, no entanto, algumas pequenas modificações para a próxima premiação. Os membros do conselho optaram por alterar o nome da categoria “Melhor Filme Estrangeiro” para “Melhor Filme Internacional”, por entenderem que o termo estrangeiro está ultrapassado.

Além disso, a categoria de “Melhor Maquiagem” teve o número de indicados finalistas expandido de três para cinco filmes. O Oscar 2020 está marcado para o dia 9 de fevereiro.

*Esse texto foi escrito por Guilherme Haas para o site Minha Série, que, assim como o TecMundo, faz parte do grupo NZN.

Cupons de desconto TecMundo: