Anota aí: 5 HQs essenciais para quem vai assistir à “Capitã Marvel”

3 min de leitura
Imagem de: Anota aí: 5 HQs essenciais para quem vai assistir à “Capitã Marvel”
Avatar do autor

Carol Danvers tem uma vida muito zoada na continuidade da Marvel Comics. Ela já teve namorico com filho de vilão e metade dos poderes roubados pela Vampira, dos X-Men; virou a estrela humana Binária e até mudou o nome para Warbird — para ter uma ideia, ela chegou a ser estuprada no meio dessa confusão toda.

Deixemos para trás essa mulher de fases porque a própria Casa das Ideias meio que decidiu “esquecer” muita coisa e a versão que vai para as telinhas é mais influenciado por essas 5 edições abaixo.

1. Dinastia M

Nessa saga, Wanda Maximoff, mais conhecida por Feiticeira Escarlate, bate o pino depois do evento de “Vingadores: A Queda” e reescreve toda a realidade. A Dinastia de Magnus, controlada por Magneto, Mercúrio, Wanda e Polaris, controla a nação mutante e totalitária de Genosha e todos os outros heróis têm suas vida completamente alteradas. Nesse cenário, a Miss Marvel se torna a heroína sem poderes mais adorada do planeta.

marvelFonte: Marvel Comics

O roteirista Brian Michael Bendis sempre teve muito apego por personagens considerados “B-List” ou “C-List”, a exemplo da própria Carol Danvers da fase zoada, Luke Cage e Jessica Jones. Como ele já estava empenhado em tirar os X-Men do cantinho deles para o centro do Universo Marvel e tornar os Vingadores novamente na franquia número 1, a saga foi o que reestruturou vários relacionamentos e tornou vários heróis mais relevantes e alinhados com a audiência.

Foi aí é que Carol Danvers ganhou novamente um título para chamar de seu e superou seu passado nebuloso.

2. Capitã Marvel — A heroína mais poderosa da Terra

Quando Kelly Sue DeConnick chegou, ela mudou tudo. A roteirista deixou para trás aquela versão sexualizada da heroína para transformá-la em um soldada casca-grossa. Aqui, Carol Danvers toma o controle da situação durante uma batalha e ninguém do que o próprio Capitão América reconhece a autoridade dela com a mesma patente, colocando-a em seu devido patamar — como a mulher que substitui o lendário Capitão Marvel.

marvelFonte: Marvel Comics

3. Capitã Marvel — Mais alto, Mais longe, Mais rápido e mais

Se por um lado a história de Carol Danver foi “consertada”, por outro, muitas pessoas passaram a sentir falta do lado, digamos, mais ensolarado da Miss Marvel. Aqui, Kelly Sue DeConnick deixa um pouco as tretas mais complexas de lado e usa uma trama para mostrar o lado mais divertido, que une o novo status com suas fases mais heróicas. Não à toa, o título desta edição foi que inspirou o bordão usado na campanha do filme.

marvelFonte: Marvel Comics

4. Guerra Civil II

Muitos vão concordar que a primeira Guerra Civil foi bem melhor, tanto em termos de desenvolvimento quanto de conclusão. Mas esse volume é relevante porque é justamente aqui que a Marvel Comics posiciona a Capitã Marvel com uma força de primeira grandeza. Ao invés da polaridade de Homem de Ferro e Capitão América, desta vez é Carol Danvers que se opõe a Tony Stark.

marvelFonte: Marvel Comics

Suas atitudes são severas e seu comando é levado a um outro patamar, tornando-a não somente uma voz a ser obedecida na Terra como fora dela.

5. A Vida da Capitã Marvel — Volume Um

Quando a heroína já havia sido escolhida para estrelar grande parte dos games e se tornar um dos maiores nomes do futuro do Universo Cinematográfico Marvel, a Marvel Comics decidiu dar um jeito de uma vez por todas em sua história de origem.

marvelFonte: Marvel Comics

Aqui, vemos como ela se tornou a militar disciplinada e a guerreira Kree — e que, na verdade, a manifestação de seus poderes não foi por causa de um acidente. Os volumes dessa série vieram justamente para alinhar as HQs com o que será mostrado no filme, além de remendar mais alguns anos perdidos em sua trajetória.

********************

Vale destacar que outros volumes, como “Inimigo Interior”, que mostra o vilão Yon-Rogg; e seus encontros com Ms. Marvel e o Capitão Marvel original também valem a leitura, porque com certeza há alguns elementos aproveitados no filme.

Todas as edições acima podem ser encontradas em versão nacional à venda em comic shops, bancas especializadas, sebos ou na própria loja online da Panini Comics e da Salvat. Boa leitura!

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Anota aí: 5 HQs essenciais para quem vai assistir à “Capitã Marvel”