Os vestígios de retrocompatibilidade no PS5 são cada vez mais fortes. Após ter registrado, algumas semanas atrás, uma patente que sugeria que o aparelho possa ter retrocompatibilidade com PS4, PS3, PS2 e PS1, a Sony publicou, agora, uma outra patente que reforça a hipótese.

Na verdade, ambas foram documentadas no mesmo momento, mas só agora essa segunda patente se tornou pública. A descrição diz que o sistema fará uma "simulação de operações de bus de legado [bus é um circuito que conecta todos componentes internos de um computador ou sistema similar, como um console] para retrocompatibilidade".

Em outras palavras, a patente se refere a um método que emula as comunicações internas de um sistema para que ele seja ajustado a rodar tecnologia "legada", isto é, de aparelhos anteriores, numa arquitetura nova. A Sony teria planos de "remasterizar por meio de emulação", sugerindo que os títulos de PS4 rodem em performance melhor no PS5 – a exemplo do que acontece com os jogos de Xbox 360 no Xbox One.

Por fim, essa patente, assim como a outra, também menciona Mark Cerny envolvido no projeto. Ele foi o principal arquiteto por trás do PS4. Até o momento, a Sony não confirma e nem desmente as informações. Portanto, a hipótese segue viva como uma das grandes especulações da próxima geração. O que você acha? Escreva sobre o assunto aqui embaixo, no campo dedicado aos comentários.

Sony registra mais uma patente que sugere retrocompatibilidade no PS5 via Voxel

Cupons de desconto TecMundo: