Ume estudo feito pela NASA usou satélites para analisar a perda de gelo que acontece na Antártica por causa do aquecimento global. Segundo as informações apuradas após a pesquisa, é possível ver como o fluxo de gelo pelos oceanos mudou nos últimos tempos e como a calota está derretendo em velocidade acelerada, especialmente no lado oeste do continente.

Algumas descobertas foram cruciais e sua compreensão pode mudar a maneira como lidar com os fluxos de gelo da Antártica

A técnica de visão computacional usada pela NASA tornou possível a compilação de dados de milhares de imagens de satélite. Isso permitiu uma leitura muito mais precisa das mudanças no movimento da camada de gelo. Esse trabalho vai fornecer uma base para futuras medições da mudança de gelo na Antártida e os dados também poderão ser usados para validar modelos numéricos de camadas de gelo que preveem o nível do mar.

a

Entendendo a dinâmica

Todo esse estudo pode ajudar os cientistas a compreender melhor a reação das camadas de gelo e a desenvolver soluções mais eficazes para controlar esse problema de acordo com os mecanismos naturais que aceleram ou reduzem o derretimento.

Algumas descobertas foram cruciais e sua compreensão pode mudar a maneira como lidar com os fluxos de gelo da Antártica: enquanto o lado oeste tem sofrido uma perda muito grande, o lado leste se manteve intacto com os anos. Entender isso pode ser crucial para evitar o impacto ambiental imenso que pode causar.

Cupons de desconto TecMundo: