Um dos fenômenos musicais mais marcantes do início da década de 80 está de volta. Mas vem por meio de um caminho bem inesperado. A canção Africa é uma composição gravada pelo grupo de rock Toto em 1982. No ano seguinte, o hit já despontava com presença marcante nas paradas da Billboard. E agora ela está de volta, mas sendo reproduzida a partir de um conjunto de drives de disquetes que executam a canção enquanto funcionam em sincronia.

Por trás das engrenagens do The Floppotron

O conjunto de drives de disquete capaz de tocar a melodia de Africa recebeu o nome de The Floppotron. O responsável por trás do projeto é o polonês Pawel Zadrozniak. O criador do instrumento musical afirma em seu site que o sistema geral foi codificado por ele mesmo em Python 2.7, durante algumas aulas entediantes da universidade.

Em razão dessa informalidade na base do projeto, o princípio não é organizado, muito pelo contrário, mas capaz de fazer funcionar todas as engrenagens necessárias e obter o resultado que vemos no vídeo. Sim, porque o principal meio de divulgação do resultado da máquina em operação é o canal que Pawel mantém no YouTube

No vídeo, é possível ver a pequena orquestra formada por 64 unidades de disquete (também chamados de drive), 8 discos rígidos e 2 scanners. O som obtido é o resultado do funcionamento do motor dos equipamentos. Por conta dessa característica sonora, mesmo que a música de Toto seja claramente reconhecida e algo no resultado final possa ser associado ao estilo de um Yacht Rock, a reprodução apresenta os aspectos esperados dos ruídos industriais.

O repertório do The Floppotron

Antes da versão de "Africa", já passaram pela Floppotron outras músicas também bastante conhecidas, como "Born to be Wild", "Sweet Dreams", a música tema do filme "Os Caça-Fantasmas" e, mais recentemente, a música tema da série "Game of Thrones".

Cupons de desconto TecMundo: