A febre das criptomoedas está ultrapassando as barreiras das finanças e virando praticamente um estilo de vida. Depois do grupo de J-pop criado no Japão para ensinar as pessoas sobre dinheiro digital e que tem integrantes que representam cada uma das moedas virtuais mais populares, chegou a vez do rapper CoinDaddy.

Entrando na mais nova onda da “cultura das criptomoedas” que surgiu recentemente em São Francisco, nos estados unidos, CoinDaddy é o nome artístico de Arya Bahmanyar, um ex-corretor de imóveis que decidiu usar seu talento para a música e criar rap inspirado por esse novo universo de quem lida com Bitcoin, Ethereum e muitas outras.

Mano das moedas

Suas músicas podem ser ouvidas em seu canal no YouTube, que ainda conta com apenas 1,8 mil inscritos e seu vídeo mais visto tem 17 mil visualizações. Além disso, alguns vídeos bem-humorados mostram um pouco dos “bastidores” da vida de CoinDaddy, que não se cansa de falar apenas de criptomoedas e como é a vida de quem está envolvido com o dinheiro virtual de uma maneira engraçada e caricatural.

Essa nova cultura só enxerga moedas digitais pela frente e acha que esse é o caminho do futuro para a humanidade

Enquanto muita gente lida com cuidado com essa nova febre das criptomoedas, testando como as coisas podem ficar em um futuro breve – ninguém sabe muito bem se é uma nova revolução econômica ou se a tal da bolha vai estourar e deixar muita gente em apuros –, essa nova cultura só enxerga moedas digitais pela frente e acha que esse é o caminho do futuro para a humanidade.

Roupas com temas de bitcoin vestem essa galera que geralmente se reúne em uma casa de três andares chamada Crypto Castle com outros “malucos” que entraram nessa onda, assim como CoinDaddy, cujo som você pode conferir no vídeo a seguir:

Cupons de desconto TecMundo: