Em maio de 2013, o Xbox One foi apresentado ao mundo pela primeira vez, representando a Microsoft no ramo de games. Porém, o anúncio foi repleto de polêmicas com as decisões da empresa ao colocar obrigatoriedade de conexão com a internet e políticas de jogos usados. Dom Mattrick, chefe da divisão Xbox na época, foi tirado do cargo, que ficou sem ninguém até 2014, quando Phil Spencer, o executivo mais gamer do mundo, assumiu a chefia.

Conheça mais sobre a carreira do responsável pela divisão Xbox da companhia.

Spencer é um veterano da Microsoft: ele entrou na empresa em 1988 com estagiário e trabalhou em diversos setores da companhia, ajudando a desenvolver os primeiros títulos em CD-ROM e softwares de finanças, até que, finalmente, acabou na Microsoft Studios, estúdio de games interno. Em 2008, ele se tornou gerente da área e em pouco tempo foi promovido para vice-presidente, cargo que ficou até assumir a divisão Xbox.

Desde então, Phil Spencer tem sido uma figura de renome não só para o Xbox, mas para o mundo inteiro. O presidente da seção de games da Microsoft tem sido uma figura messiânica e com ideias excelentes que, até agora, só vieram a acrescentar ao universo gamer, criando novos paradigmas e serviços muito interessantes.

Um dos principais trunfos do chefão desde que assumiu a marca foi retirar o estigma de que o Xbox One não era um hardware focado para jogos, algo que ficou manchado com a apresentação inicial que mostrava o console como uma estação multimídia. Spencer é muito elogiado mundo afora pela sua proximidade com o público e humildade em receber feedback e colocar em prática os pedidos do pessoal.

Phil Spencer

Porém, dentre todas as inovações e ideias frescas do chefão do Xbox, há uma que se destaca: a integração do Xbox One com o Windows 10 em uma única plataforma. Apesar de ter gerado algumas controvérsias a princípio, esse recurso sanou uma das principais requisições dos gamers desde que o mundo é mundo: a unificação e a possibilidade de jogar no console com jogadores de PC, ou vice-versa.

Dessa maneira, a divisão Xbox abocanha não só um público enorme que prefere jogar na sala de estar, como uma comunidade gamer inteira que tem o computador como a sua principal plataforma de jogos. Com o Xbox Play Anywhere, o jogador compra o título uma única vez, mas recebe duas versões em um ecossistema unificado, com conquistas, progresso e até mesmo jogatina compartilhada.

Porém, se engana quem pensa que isso é coisa fácil. Apesar de ter semelhanças de arquitetura de hardware, a plataforma PC é muito mais parruda e tem elementos bem diferentes de um console doméstico. Nesse contexto, a Intel se posiciona de maneira estratégica no mercado como líder na fabricação de processadores, componente que, aliado à memória RAM e placas de vídeo, é o carro-chefe para boa performance de games na plataforma Windows.

O PC, mesmo com um poder de fogo muito maior e com outro público, não é um rival do console da companhia, e sim um parceiro. Dessa forma, os usuários recebem uma segunda opção para a jogatina, de forma muito mais personalizada ao gosto do usuário, que pode investir em uma máquina muito robusta para uma experiência gráfica ainda mais incrível.

Phil Spencer

Esse é um dos grandes trunfos da empresa na atualidade. O PC é uma plataforma muito popular no Brasil e os consumidores conseguem achar componentes de hardware com preços bem em conta. Um processador Intel Core i7 4790, por exemplo, consegue facilmente rodar Gears of War 4 no Windows 10. Já Halo Wars 2 no Windows 10, plataforma ideal para games de estratégia, requer apenas um Intel Core i5-4690K para rodar no máximo.

Tudo isso casa perfeitamente com a nova estratégia da Microsoft, que é oferecer jogatina em resolução 4K. Enquanto o Xbox receberá o primeiro produto capaz de atingir essa resolução somente no fim deste ano, o Windows 10 já tem essa opção com placas de vídeo de alta qualidade e processadores Intel top de linha há muito tempo.

Atualmente, até mesmo jogos de Xbox 360 e outros títulos não compatíveis com o serviço Xbox Play Anywhere podem ser jogados no computador através de recursos de streaming de vídeo do console ao PC. Sem dúvidas, hoje mais do que nunca é um bom momento para ser um jogador de computador, muito graças a Phil Spencer.

Cupons de desconto TecMundo: