Em uma coluna publicada no The Telegraph, Robert Hannigan, ex-chefe do “Government Communications Headquarters” (GCHQ) britânico — o serviço de inteligência do país — afirma que pais não devem se preocupar com o tempo que seus filhos passam jogando. Segundo ele, deixar que crianças se acostumem com a internet pode “salvar o país” no futuro.

Hannigan argumenta que o Reino Unido está bastante carente de cientistas da computação e engenheiros, e que é importante que crianças se acostumem com a tecnologia logo cedo. “Jogos e a mídia social podem ser tão bons socialmente quando andar pelas ruas com um grupo de amigos”, afirmou.

Suas capacidades paternais ruins podem estar ajudando e salvando o país

“Se você está passando um tempo desproporcional tentando separar sem sucesso suas crianças do WiFi ou de seus dispositivos digitais, não se desespere”, prossegue o texto. “Suas capacidades paternais ruins podem estar ajudando e salvando o país”, complementa o ex-chefe da GCHQ.

Apesar de o texto de Hannigan ser dito em tom de brincadeira, ele traz a mensagem séria de que o governo britânico está perdendo espaço para rivais digitais que incentivam crianças a entender e a abraçar o mundo digital. Segundo ele, o importante não é controlar o tempo que jovens passam na internet, mas sim cuidar para que eles tenham acesso a conteúdos adequados na rede.

Via TecMundo Games

Cupons de desconto TecMundo: