Chega de ter tanto trabalho cortando frutas e legumes. Mais do que isso: é preciso, também, acabar de uma vez por todas com os acidentes culinários que envolvem as lâminas das facas e a ponta dos nossos castigados dedos.

E a solução definitiva para estes problemas pode ter sido elaborada por um estudante russo que concorre ao James Dyson Award deste ano. Trata-se de uma premiação que visa eleger os melhores inventos criados para resolver os mais diversos problemas do cotidiano.

O vídeo acima mostra como o conceito funcionaria. Trata-se de um aparelho ultramoderno criado na forma esférica. Por dentro, ele contaria com dois arcos coordenados por meio de eletroímãs e um microprocessador interno. Com isso, ele seria capaz de se encarregar do trabalho de fatiar os alimentos.

O legal é que ele faria isso por meio de lasers. Assim, os seus legumes, carnes e verduras poderiam assumir os mais diversos formatos – tudo em cortes geometricamente perfeitos e sem que você tenha muito trabalho. Ao cozinheiro, caberia a tarefa de programar o eletrodoméstico, determinando o tipo de alimento e o corte desejado.

A verdade é que a praticidade do aparelho é tão grande que até já podemos visualizar as propagandas no futuro: “Corte os alimentos, não os seus dedos, tudo em formas perfeitas e sem nenhum ruído. Não perca tempo e adquira já essa maravilha”. Eu compraria!

Fonte: Gizmodo, PSFK e James Dyson