(Fonte da imagem: Georgia Tech)

Pesquisadores do Georgia Institute of Technology desenvolveram uma luva que possui pontas especiais destinadas a aumentar a sensibilidade que o usuário tem a toques. Para isso, são utilizadas pequenas vibrações que aumentam a sensação tátil e desempenho motor daqueles dispostos a vestir o equipamento.

O protótipo criado pelos pesquisadores funciona a partir de um conceito conhecido como ressonância estocástica, no qual determinadas quantidades de ruídos brancos são capazes de aumentar a visão, audição, equilíbrio e tato. Apesar de bastante conhecido, nunca antes o conceito havia sido aplicado em um dispositivo que pudesse ser vestido.

Tecnologia em desenvolvimento

O conceito desenvolvido pelos pesquisadores ainda está em etapa inicial de testes, embora os resultados obtidos até o momento sejam animadores. Pessoas que usaram a luva foram capazes de coletar mais dados a partir de toques do que aquelas expostas a estímulos semelhantes de ressonância estocástica feitos por outros métodos.

Segundo Jun Ueda, professor assistente da Escola de Engenharia Mecânica George W. Woodruff, a luva pode um dia ser usada para ajudar pessoas cujos trabalhos dependem de alta sensibilidade tátil, além de auxiliar no tratamento de condições médicas que reduzem o tato.