A Black Friday que aconteceu na última sexta-feira (28) realmente apresentou ofertas incríveis (confira aqui como foi a cobertura do TecMundo com os descontos de tecnologia), mas muitas lojas malandras aproveitam a data para enganar o consumidor das mais diversas formas. Felizmente, há quem esteja de olho nessas falcatruas — como a regional de São Paulo da Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor, o Procon-SP.

De acordo com o órgão, das 19 horas de quinta-feira (27) até às 16 horas e 40 minutos do dia seguinte, foram registrados 753 atendimentos ao consumidor só na regional paulista. A maioria dessas consultas aconteceu por meio do telefone 151 (170 chamadas) e pela página do Facebook (362 mensagens). O Twitter e o site do Procon também foram utilizados como canal de comunicação.

Os problemas são aqueles já esperados: produto anunciado indisponível, sites instáveis ou mudança de preço na hora da finalização da compra. Ao todo, só essas demandas concentram 78% dos assuntos abordados nas consultas.

As lojas da B2W (Americanas.com, Submarino e Shoptime) e da Nova Pontocom (Pontofrio.com.br, casasbahia.com.br, e extra.com.br), além da Saraiva, foram as que mais receberam reclamações. O Procon-SP avisa que vai analisar todos os pedidos e garantir que as companhias envolvidas sejam multadas, caso as irregularidades sejam confirmadas.

O ReclameAqui avisou que as reclamações dobraram em 2014. Se você encontrou algum problema ou malandragem durante as compras na Black Friday, acione a regional do Procon mais próxima de você e relate o problema.

Cupons de desconto TecMundo: