(Fonte da imagem: Reprodução/The Hollywood Reporter)

Para viver Steve Jobs nas telonas, Ashton Kutcher precisou se esforçar, e muito, para “incorporar” o espírito e a mente do guru da Apple. Em entrevista durante o Festival Sundance, o ator revelou que assistiu a centenas de horas de filmagens dos discursos do visionário marqueteiro, entrevistou diversos amigos de Jobs e até copiou a sua dieta restrita a frutas, nozes e sementes.

O resultado dessa adaptação alimentar foi uma passagem pelo hospital dois dias antes de começar as gravações, devido a intensas dores no pâncreas — contou Kutcher. A estrela norte-americana dos cinemas e seriados ainda afirmou que interpretar o ex-CEO da Maçã foi “honestamente um dos papéis mais assustadores que já tentei fazer na vida”.

O ator assumiu que Jobs é um dos seus ídolos pessoais e que o inspirou na vida de empresário. “Ele foi uma pessoa que fracassou e se reergueu. Creio que todos podemos nos identificar com essa situação em algum momento da vida”, mencionou ele.

Uma biografia polêmica, assim como o seu protagonista

O longa que conta a vida do cofundador da Apple entre os anos de 1971 e 2001, narrando sua história antes da criação da Apple, a sua saída da empresa da Maçã, as suas passagens por NeXT e Pixar, entre outros momentos polêmicos do seu cotidiano pessoal — como quando negou apoio à mãe de seu primeiro filho.

(Fonte da imagem: Reprodução/Pacific Coast News)

Assim como o próprio Steve Jobs, a sua biografia para o cinema promete ser bem polêmica. As primeiras imagens dos sets de gravação indicariam erros de cronologia e o ator escolhido para representá-lo não foi nem de longe uma unanimidade. “jOBS”, como foi intitulado o filme, deve ser lançado em abril.

E para você, caro leitor e telespectador? Quais são suas expectativas para o longa-metragem biográfico do maior símbolo do sucesso da Apple? Ashton Kutcher é a melhor opção para revivê-lo nas telonas?

Cupons de desconto TecMundo: